Crise ecológica deve ser enfrentada globalmente, indica Papa

Dedica sua mensagem para a Jornada Mundial da Paz ao cuidado da criação

| 2376 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 29 de julho de 2009 (ZENIT.org).- “Se quiseres cultivar a paz, cuida do criado” (tradução livre) é o tema ao qual está dedicada a próxima mensagem para a Jornada Mundial da Paz, que acontecerá em 1º de janeiro de 2010.

A Sala de Imprensa Santa Sé publicou um comunicado nesta quarta-feira, para apresentar o tema da mensagem. 

“O tema tenta fomentar uma tomada de consciência do estreito vínculo que existe, em nosso mundo globalizado e interconectado, entre a salvaguarda do criado e o cultivo do bem da paz”, assinala o comunicado.

“Esta estreita e íntima relação é, de fato, cada vez mais discutida, pelos numerosos problemas que afetam o meio-ambiente natural da pessoa, como o uso dos recursos, a mudança climática, a aplicação e o uso da biotecnologia, o crescimento demográfico”, assinala o comunicado.

O texto adverte que descuidar desses temas pode provocar violência não só entre os diversos povos, mas também entre gerações.

“Se a família humana não sabe enfrentar estes novos desafios com um renovado sentido da justiça e igualdade social e da solidariedade internacional, corre-se o risco de semear violência entre as populações e entre as gerações presentes e as futuras”, adverte.

A mensagem do Papa para a próxima Jornada Mundial da Paz recolherá as indicações da encíclicaCaritas in Veritate  para destacar que a necessidade urgente de proteger o meio ambiente deve constituir “um desafio para a humanidade inteira”. 

Na mensagem, Bento XVI apelará ao “dever, comum e universal, de respeitar um bem coletivo, destinado a todos, impedindo que se possa fazer impunemente uso das diversas categorias de seres como se queira”.

O comunicado indica que cuidar da criação “é uma responsabilidade que deve amadurecer sobre a base do caráter global da atual crise ecológica e da conseguinte necessidade de enfrentá-la globalmente”.

Isto é assim porque “todos os seres dependem uns dos outros na ordem universal estabelecida pelo Criador”, acrescenta o texto.

A mensagem do Papa indicará que “quando se tenta cultivar o bem da paz, deve-se favorecer, de fato, uma renovada consciência da interdependência que liga todos os habitantes da terra”.

“Essa consciência combaterá e eliminará diversas causas de desastres ecológicos e garantirá uma oportuna capacidade de resposta quando esses desastres afetam populações e territórios”, indica o comunicado.

Finalmente, o comunicado destaca que “a questão ecológica não deve ser enfrentada apenas pela aterradora perspectiva que a degradação ambiental perfila: deve conduzir, sobretudo, a uma forte motivação para cultivar a paz”.