Crise econômica: «terremoto tocando as esferas dos valores», diz arcebispo

Momento de «beber em fonte mais limpa e verdadeira»

| 966 visitas

Por Alexandre Ribeiro

BELO HORIZONTE, sexta-feira, 31 de outubro de 2008 (ZENIT.org).- O arcebispo de Belo Horizonte (Brasil), Dom Walmor Oliveira de Azevedo, considera que a crise econômica mundial não é apenas uma crise do dinheiro, mas um terremoto que toca no campo dos valores.

Ao destacar que a crise econômica «é o assunto primeiro da pauta mundial», Dom Walmor recorda que um dos termos incluídos na «linguagem sofisticada da economia» é o vocábulo «credibilidade».

«Na extensão da significação, pois, do que é credibilidade há uma incontestável referência à dimensão de valores. Credibilidade é referência a valores. Valores configuram a credibilidade», afirma, em artigo enviado a Zenit esta sexta-feira.

De acordo com o arcebispo, «para além dos números e das quantidades, os valores que configuram a credibilidade se referem a irrenunciáveis dimensões de caráter ético e moral».

«Na verdade, a credibilidade no sistema financeiro não é apenas uma questão de números. Se fosse, tudo poderia se resolver até mesmo, como é praxe em tantos procedimentos, com os números virtuais que, tantas vezes, têm a propriedade de cobrir com ilusória maquiagem tantas feridas da realidade social e política.»

«Esta credibilidade que pode devolver ao sistema financeiro um equilíbrio, para não comprometer a justiça e a dignidade humana, tem raízes, pois, na questão fundamental dos valores que inspiram e formatam concepções, ideários sociais, políticos e econômicos», afirma. 

A crise econômica mundial – prossegue Dom Walmor – «não é apenas uma crise de dinheiro perdido, injetado, favorecido, emprestado. Esta crise é um terremoto tocando as esferas dos valores».

«Isto requer uma compreensão cuja lucidez precisa ser iluminada por valores e referências quando se considera a mesa de discussão em vistas da superação da crise.»

A Igreja Católica, nesse contexto, indica «uma luz neste momento crítico da crise econômica mundial». De acordo com Dom Walmor, a voz da Igreja aparece de modo especial na Mensagem do Sínodo dos Bispos, ao concluir a sua XII Assembléia Sinodal, em 26 de outubro de 2008.

Luz que é sempre o seguimento de Jesus. «Em foco está o seguimento de Jesus Cristo, fonte inesgotável da verdade que Ele é».

A Palavra de Deus, Jesus Cristo, é «fonte de toda credibilidade». O encontro com Cristo e sua escuta «permitem a superação dos fundamentalismos religiosos e sociais, políticos e econômicos».

«Toda crise indica, pois, que é preciso beber em fonte mais limpa e verdadeira na busca do caminho novo para as instituições e para a vida de todos», afirma o arcebispo.