Cristãos têm o desafio de fazer a aridez florescer na Terra Santa

Assegura o cardeal Foley durante a investidura de novos cavaleiros e damas do Santo Sepulcro

| 1016 visitas

ORISTANO, terça-feira, 14 de dezembro de 2010 (ZENIT.org) – Os cristãos têm o desafio de fazer florescer a aridez na Terra Santa, apoiando o testemunho dos discípulos de Cristo nos lugares santos, assegurou o grão-mestre da Ordem do Santo Sepulcro, o cardeal John P. Foley.

Seu apelo foi lançado durante a homilia na missa de investidura de 25 cavaleiros e 4 damas do Santo Sepulcro.

Dom Foley afirmou que os cristãos, e, particularmente os cavaleiros e damas do Santo Sepulcro, têm “a responsabilidade de fazer o deserto florescer, de ajudar nossos irmãos e irmãs da Terra Santa, sucessores dos primeiros seguidores de Nosso Senhor, a seguir vivendo nessa terra do Senhor, a terra que chamamos santa”.

“Podemos concretamente ajudar nossos irmãos e irmãs com escolas, igrejas, acampamentos para crianças, com um seminário sólido… Deste modo, podemos ajudá-los a permanecer para que continuem dando testemunho da Boa Notícia trazida por Jesus Cristo, na terra onde ele nasceu, viveu, morreu e ressuscitou”.

Os irmãos e irmãs cristãos, disse o prelado americano, são “pedras vivas” da Terra Santa. Dom Foley reconheceu a dramática realidade da vida cotidiana desses lugares, com todos os inconvenientes e humilhações sofridas diariamente pelos habitantes de Jerusalém e dos territórios ocupados da Palestina”.

“Neste período que precede o Natal, todos pensamos em dar presentes. Pensem em presentear nossa Igreja na Terra Santa”, propôs.

A Ordem, ontem e hoje 

A Ordem do Santo Sepulcro e Jerusalém tem sua origem em Godofredo de Bulhão, em 1098. Seu objetivo foi proteger o Santo Sepulcro com a ajuda de 50 cavaleiros.

A Ordem hoje tem por objetivo aumentar entre seus membros a prática da vida cristã com fidelidade absoluta ao Sumo Pontífice e de acordo e de acordo com os ensinamentos da Igreja, observando como fundamento os princípios da caridade que, para a Ordem, são um meio fundamental para sua ajuda a Terra Santa.

Busca também sustentar e ajudar as obras e instituições de caridade, culturais e sociais da Igreja Católica na Terra Santa, principalmente daquelas situadas no Patriarcado Latino de Jerusalém com o qual a Ordem mantêm laços tradicionais. Atualmente a Ordem conta com mais de 25 mil membros em todo o mundo.