Croácia: 65% votam contra o casamento gay

700 mil assinaturas foram coletadas para garantir a consulta popular

Roma, (Zenit.org) Redacao | 472 visitas

Os croatas foram às urnas neste domingo para participar de um plebiscito em que votaram majoritariamente a favor do matrimônio cristão, opondo-se ao casamento gay.

64,84% dos eleitores reiteraram que o matrimônio só pode ser realizado entre um homem e uma mulher. 35,56% dos votantes foram contra. A participação foi de 40% do eleitorado, já que o voto na Croácia não é obrigatório. Os dados ainda são preliminares.

A Croácia, que entrou em julho deste ano na União Europeia, destaca com este resultado o seu distanciamento de outros países do bloco, que já aceitaram não somente o casamento gay, mas também a adoção de menores por parte de casais homossexuais.

A iniciativa do plebiscito partiu de uma associação católica que levantou 740.000 assinaturas num país cuja população total é de apenas 4,3 milhões de pessoas. O objetivo da consulta popular é garantir que a constituição não aceite as uniões homossexuais. O coletivo homossexual tachou a iniciativa de homofóbica.

O primeiro-ministro croata, o socialdemocrata Zoran Milanovic, votou contra a rejeição ao casamento gay e chegou a lamentar o fato de não ter podido evitar o plebiscito.