Cuba celebra o primeiro encontro de pastoral da família

Dom Arturo González: "a família tem muitas esperanças de futuro"

Roma, (Zenit.org) | 421 visitas

"A família: caminho e esperança para Cuba” foi o tema do primeiro encontro nacional da pastoral da família promovido pela Conferência Episcopal de Cuba, de 10 a 13 de julho, em Havana.

O encontro, presidido pelo bispo de Santa Clara, dom Arturo Gónzalez, aconteceu na Casa Sacerdotal São João Maria Vianney. O bispo emérito de Melo, no Uruguai, dom Luis del Castillo, que há anos colabora com a Igreja cubana, também foi promotor da iniciativa.

Na abertura da reunião, dom González recordou as palavras do beato João Paulo II durante a sua visita à ilha caribenha: “Cuba, cuida das tuas famílias para conservar sadio o teu coração”. O bispo agradeceu às famílias participantes, destacando que, apesar das dificuldades atuais, a família tem muitas esperanças de futuro.

Os temas tratados neste primeiro encontro de pastoral da família em Cuba foram o casamento e a família como projeto de Deus para o homem e para a mulher, dentro do qual o ser humano encontra o caminho para a felicidade; a família cubana, com suas necessidades e valores que devem ser enxergados tanto à luz da fé quanto à luz do diálogo com as instituições; a educação dos filhos; a economia familiar; o envelhecimento da população; a desintegração familiar e a violência dentro da família.

De acordo com o site da Conferência dos Bispos Católicos de Cuba (CBCC), os antecedentes do evento Cuba Família 2013, do qual participam casais de todas as dioceses da ilha, têm origem numa reflexão que a Comissão da CBCC para a Família vem realizando há seis anos. Esta reflexão analisou cinco problemas essenciais que afetam a vida familiar: a educação dos filhos, a economia familiar, o envelhecimento populacional, a desintegração e a violência familiar.

Um momento muito significativo deste processo foi a pesquisa Cuba Família, realizada com a assessoria do padre jesuíta Jorge Cela, atual presidente da Conferência de Provinciais da América Latina, e com a participação de todas as dioceses cubanas.