Cúpula da Ordem Agostiniana Recoleta em San Millán de la Cogoll

Intervém o cardeal Re, Irmão Geral destes religiosos

| 791 visitas

MADRI, terça-feira, 25 de novembro de 2008 (ZENIT.org).- O cardeal Giovanni Battista Re, prefeito da Sagrada Congregação para os Bispos, presidente da Comissão Pontifícia para a América Latina e Irmão Geral da Ordem de Agostinianos Recoletos, preside o Encontro de Bispos Agostinianos Recoletos que está acontecendo em San Millán de la Cogolla (La Rioja, Espanha), de 24 a 30 de novembro.

A relação do cardeal Re e os agostinianos começou no Panamá, quando foi nomeado em 1963 como secretário da Nunciatura. A proximidade da Nunciatura ao Colégio Santo Agostinho serviu para estabelecer uma relação cordial com os religiosos da comunidade durante seus cinco anos de estadia no país americano. 

O cardeal Re manifestou seu afeto à Ordem em eventos como a celebração do IV Centenário da Coleta (1988), a canonização de Santo Ezequiel Moreno, em Santo Domingo (1992), e a beatificação dos Mártires de Motril (1999). Presidiu as Eucaristias em Roma por ocasião do centenário da morte de Santo Ezequiel (2006) e da abertura do processo de beatificação do Pe. Jenaro Fernández (2008). 

O encontro conta com a presença de 14 dos 20 bispos recoletos. O Brasil é o país que mais prelados oferece ao encontro, cinco; seguem-no a Colômbia e o Peru, com três. Dos Estados Unidos, México e Panamá vem um de cada território. Dois bispos idosos, um colombiano e outro chinês, não podem assistir por enfermidade; e um da Guatemala, outro da Costa Rica e dois do Panamá não estão presentes, ao coincidir com uma reunião das conferências episcopais da América Central e do Caribe. 

Ainda que o Dia da Coleta seja celebrado oficialmente em 5 de dezembro, aproveitando a presença dos bispos e a chegada dos superiores das 8 províncias eclesiásticas em que se divide a Ordem (quatro com sede na Espanha e as outras quatro com sede nas Filipinas, Colômbia, Brasil e Estados Unidos), a festa da Ordem acontecerá na sexta-feira, 28 de novembro. 

A jornada começará com a conferência do cardeal Re: «A responsabilidade de ser sucessores dos Apóstolos». 

Entre 1º e 6 de dezembro, os superiores das oito províncias da Ordem terão uma semana de reuniões com o Conselho Geral da Ordem que reside habitualmente em Roma. 

Durante esta semana, os oito provinciais que representam os 1.200 religiosos presentes em 19 países informam ao governo central sobre o andamento dos diferentes ministérios e a situação dos religiosos nas diferentes regiões nas quais desenvolvem seu trabalho: desde os colégios da Venezuela e as universidades da Filipinas e Colômbia aos seminaristas na China, passando pela missão de Serra Leoa. Falarão também da ONG Haren Alde, dos projetos de promoção humana e evangelização e de uma emissora de rádio no Peru. 

O objetivo é «conhecer o estado da Ordem, a renovação, os problemas comuns, a colaboração e o cumprimento dos ordenamentos do Capítulo Geral», segundo o documento elaborado no último capítulo geral. 

Para mais informação: http://www.agustinosrecoletos.com/especiales/obispos/index.html