Cúpula de negociação Santa Sé - Israel no Vaticano

Avançam na busca de acordos sobre questões fiscais e de propriedade

| 1510 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 15 de junho de 2010 (ZENIT.org) - "Atmosfera de entendimento mútuo": estas foram as palavras com as quais as duas delegações definiram a cúpula de negociações entre a Santa Sé e Israel, realizada hoje no Palácio Apostólico vaticano.

"A plenária deu as boas-vindas aos progressos realizados pela Comissão de Trabalho desde a última plenária e chegou a um acordo sobre os próximos passos que é preciso dar até a conclusão do acordo", afirma o comunicado conjunto emitido pouco depois do encontro.

As negociações têm lugar em conformidade com o artigo 10 § 2 do "Acordo Fundamental", assinado em 30 de dezembro de 1993 entre Israel e a Santa Sé, que permitiu as relações diplomáticas entre ambas as realidades.

As negociações buscam um acordo global sobre todas as questões fiscais e de propriedade pendentes entre a Santa Sé e o Estado, que não haviam sido detalhadas naquele acordo, mas que são decisivas para os Lugares Santos.

A delegação da Santa Sé foi dirigida por Dom Ettore Balestrero, subsecretário para as Relações com os Estados, enquanto a delegação do Estado de Israel estava dirigida por Daniel Ayalon, vice-ministro de Assuntos Exteriores.

O comunicado conjunto não revela detalhes sobre os acordos que vão sendo feitos, pois nesta matéria rege um princípio: "nada está concordado até que não esteja tudo concordado".

A próxima plenária será realizada em 6 de dezembro de 2010, na sede do Ministério de Assuntos Exteriores de Israel, enquanto a próxima reunião da Comissão de Trabalho está prevista para os dias 27 e 28 de julho de 2010.

Na delegação da Santa Sé, participaram também o arcebispo Antonio Franco, núncio apostólico em Israel, presidente da delegação vaticana na Comissão de Trabalho; o bispo Giacinto-Boulos Marcuzzo, vigário do Patriarcado Latino de Jerusalém; Dom Maurizio Malvestiti, subsecretário da Congregação para as Igrejas Orientais; Dom Alberto Ortega, da secretaria de Estado, o arquimandrita Maher Abboud; e o Pe. David-Maria A. Jaeger, OFM, conselheiro legal.

Na delegação israelense participaram, entre outros, Shmuel Ben-Shmuel, chefe do Departamento de Assuntos Judaicos e Inter-religiosos do Ministério de Absuntos Exteriores de Israel; Mordechay Lewy, embaixador de Israel na Santa Sé; Ronen Gil-or, diretor do Departamento Jurídico do Ministério de Absuntos Exteriores de Israel; e Bahij Mansour, diretor do Departamento de Assuntos Religiosos desse mesmo Ministério.