Custódia franciscana na Terra Santa recebe um milhão de euros de Bento XVI

| 767 visitas

JERUSALÉM, quarta-feira, 20 de dezembro de 2006 (ZENIT.org).- Em 16 de dezembro, ante uma delegação do Conselho Paroquial de Nazaré, o arcebispo Josef Cordes, presidente do Conselho Pontifício «Cor Unum», entregou ao custódio franciscano da Terra Santa, o Pe. Pierbattista Pizzaballa, um cheque de um milhão de euros, da parte de Bento XVI.



«Este dinheiro foi coletado na Alemanha, especificamente na Baviera, em setembro passado, por iniciativa dos diáconos de Munique, Passau e Ratisbona, em meio ao entusiasmo da viagem do Papa a seu país natal», explicou o arcebispo Cordes.

Depois de que o Papa decidiu entregar esse dinheiro aos cristãos da Terra Santa, «Cor Unum» dedicou-se a buscar um projeto ao qual destinar esse milhão de euros.

«O Conselho “Cor Unum” não realiza por si mesmo nenhuma obra; contudo, sempre mantém relação com as instituições cristãs existentes, oferecendo o capital a um projeto de ação para os valores cristãos», declarou Dom Cordes. O projeto que decidiu apoiar esta instituição da Santa Sé é um grande centro paroquial na cidade de Nazaré, a maior paróquia da Terra Santa.

«O Santo Padre quis manifestar seu apoio aos cristãos da Terra Santa. O país de Cristo não deve converter-se em um museu sem presença cristã; é importante que os cristãos permaneçam nesta terra e a ajude a viver sua vida cristã», assegurou Dom Cordes.

O prelado considerou também que a visita de peregrinos é decisiva para ajudar os cristãos locais.

«A cidade ainda não possui um centro paroquial disponível para oferecer aos cristãos um lugar de vida, de reencontro e formação», revelou por sua parte o Pe. Pizzaballa.

«Por muito tempo, foi um grande desejo da Custódia construir este espaço comunitário», acrescentou o custódio.

A Custódia anunciou que a primeira pedra do edifício será colocada em fevereiro de 2007. O pároco, Pe. Maroun Younan, ofm, agradeceu a todos e insistiu em que este desejo da Custódia seja também para todos os cristãos da cidade.

O centro paroquial será construído em um terreno pertencente à Custódia, não distante da Basílica da Anunciação. Terá três andares e contará com um auditório capaz de albergar 250 pessoas, salas de catecismo e formação, uma biblioteca, salas de leitura, um ginásio e todo o equipamento necessário para seu funcionamento.