Daqui a exatamente uma semana o Papa Francisco chegará ao Brasil

Pe. Waldecir Gonzada compartilha sua experiência com os peregrinos no Rio de Janeiro

Brasília, (Zenit.org) Thácio Siqueira | 351 visitas

Daqui a exatamente uma semana, na próxima segunda-feira, às 16hs, o Papa Francisco estará pousando no aeroporto internacional Antonio Carlos Jobim na cidade maravilhosa, para dar início à Jornada Mundial da Juventude.

Em algumas dioceses já começou, em outras começa oficialmente amanhã, a semana missionária, onde milhares de jovens estrangeiros, chegados dos mais variados países, conhecerão  mais a fundo a Igreja no Brasil, convivendo com os jovens católicos e tendo contato com variadas realidades brasileiras.

Pe. Waldecir Gonzaga, um dos vigários paroquiais da paróquia São Judas Tadeus, Bairro Cosme Velho, Rio de Janeiro, disse à ZENIT que “é bonito ver como a Igreja do RJ acolheu e assumiu de braços abertos este empenho e compromisso de acolher os jovens do Mundo todo com o sucessor de Pedro”. O mesmo sacerdote, que realiza Círculos Bíblicos e celebra Missas em duas Favelas no RJ, tem “visto a empolgação, inclusive, nas Favelas, de receber os jovens do Mundo todo com o Papa, muitos bispos, padres, religiosos e religiosas”.

A paróquia São Judas, como tantas outras do Brasil, irá acolher muitos peregrinos dado que – como disse Pe. Valdecir - “temos um boa e grande estrutura para tanto”. Além disso, a paróquia “vai ser um dos pontos de catequese em língua inglesa. E tudo está sendo já concluído em vista de oferecer melhores acomodações e condições para que tudo ocorra o mais tranquila e eficazmente possível”.

“Aos jovens do mundo todo: queremos, à imagem do Cristo Redentor, de braços abertos, no alto do Corcovado, acolher a todos os que aqui virão. Sejam bem vindo!”  A alegria da espera dos peregrinos é muita, como disse o vigário “Nós estamos esperando a todos com muita alegria e num espírito de fraternidade”. “Sejam bem vindos. Ajudem-nos a construir uma Igreja e uma Nação mais fraternas e segundo o coração de Deus. Que a presença do Papa Francisco, com sua humildade e espírito destemido, nos ajude neste sentido, amém.”