Desenvolvimento na África: promover empresários locais

Encontro internacional em Roma aborda este tema

| 857 visitas

ROMA, sexta-feira, 9 de setembro de 2011 (ZENIT.org) – Terminou há pouco em Roma um encontro internacional na qual se destacou a importância de promover os empresários africanos, para favorecer o desenvolvimento do continente.

O encontro foi organizado por Harambee Africa International Onlus, H. Entrepreneur Alliance, Acton Institute e TBN, e reuniu, na Universidade Pontifícia da Santa Cruz, jovens empresários africanos de quatro países – Nigéria, Gana, Burkina Faso e Tunísia –, bem como representantes de algumas organizações do setor público e privado da África.

O objetivo, explicaram os organizadores, era “explorar as oportunidades de crescimento dos empresários africanos como meio para o desenvolvimento do continente”. Cada ano, mais de 160 mil estudantes africanos abandonam seus países de origem para matricular-se em renomadas universidades europeias, americanas e asiáticas, “representando uma reserva preciosa de talento e de espírito empresarial, fundamental para competir com os desafios mundiais do momento”, explicaram.

Nos últimos 10 anos, as seis economias que cresceram mais velozmente pertencem à África Subsaariana.

Neste contexto e no atual clima de crise internacional, os países ocidentais consideram cada vez mais a África como uma saída comercial e empresarial estratégica, mas é necessário apoiar o capital humano africano, para que o importante papel que o continente pode assumir se traduza verdadeiramente em uma duradoura vantagem econômica, cultural, social e política para a população.

Para Okendo Lewis, presidente e fundador de H. Entrepreneur Alliance, “o objetivo do encontro é o de contribuir para o reforço de uma rede global que reúna jovens empresários africanos, de maneira que deem vida a projetos empresariais concretos na África, através de parcerias com empresas privadas e públicas do Ocidente”.

A reunião, destacou por sua vez Kishore Jayabalan, diretor da área europeia do Acton Institute, “supôs uma oportunidade importante de compromisso concreto a favor do desenvolvimento africano”.

Para mais informações: http://harambee-africa.org/.