Diante do Natal, porta-voz vaticano fala sobre respeito pela vida nascente

Advento é tempo de conversão neste campo, disse o Pe. Lombardi

| 996 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 (ZENIT.org) - Como o Natal se aproxima, o porta-voz da Santa Sé apresentou a necessidade da conscientização pública sobre o respeito pela vida nascente.

O Pe. Federico Lombardi SJ, diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, levanta o dilema ético desta época no editorial da última edição de Octava Dies, semanário do Centro Televisivo Vaticano, após a Vigília pela Vida Nascente que o Papa Bento XVI presidiu no Vaticano, no dia 27 de novembro.

"Rezar e comprometer-se em favor da vida nascente. Este é convite que o Papa nos fez na véspera do 1º domingo do Advento, um tempo de espera e conversão para se preparar para comemorar, mais uma vez, o fato desconcertante e extraordinário do nascimento do Filho de Deus entre nós: Deus que se faz carne, Deus no ventre de uma mãe, Deus menino, Deus perto de nós", disse o porta-voz.
 
"Como dizer-nos mais fortemente que a nossa dignidade é muito alta e que devemos ser amados, respeitados e protegidos desde quando começamos a nos formar no ventre de nossas mães?", pergunta-se.
 
"Nós nunca fomos apenas ‘um grão de material biológico' - acrescenta. Sempre fomos, desde o início, um projeto concreto que ia se desenvolvendo em direção à inteligência, à liberdade e ao amor, aberto ao verdadeiro, ao belo, ao bom, ao infinito. Um projeto que, por sua vez, só pode surgir de uma fonte misteriosamente grande, capaz de dar-lhe sua origem e convidar a uma relação concreta de amor."

Para ilustrar esta realidade, o Pe. Lombardi convidou a redescobrir "o sorriso das crianças quando elas vêm à luz. É um sorriso contagiante, que convida a amar e agradecer a maravilha de um dom maior que nós".
 
Lombardi adverte que, "infelizmente, mesmo após o nascimento, a vida das crianças continua em risco de abandono, fome, pobreza, doença, abuso, violência, exploração".

E por isso apela à responsabilidade de todos e de cada um: "Respeite, defenda, ame e sirva a vida, cada vida humana!".
 
"Que mundo Jesus encontra, ao nascer? - pergunta o porta-voz, ao concluir. Que o mundo preparamos para cada criança? Devemos amar a vida, para que cada criança possa agradecer sua vinda ao mundo e aprender a amar sua vida, a dos demais... e a Deus."