Diante dos conflitos em terras indígenas nós sempre dialogamos

Secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, recebeu a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann

Brasília, (Zenit.org) | 467 visitas

Na tarde desta terça-feira, 03 de junho, o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, recebeu na sede da entidade em Brasília (DF), a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann.

Conforme notícia publicada no site da CNBB, a pauta do encontro, solicitado pelo governo federal há duas semanas, foi apresentar à Conferência a metodologia a ser usada na continuidade das demarcações das terras indígenas.

“As demarcações estão ocorrendo em áreas com maior presença de população e de produção agrícola. Agradeço a disponibilidade de dom Leonardo em nos receber aqui”, declarou a ministra em entrevista à imprensa. Ela reconheceu que o encontro coincide com conflito entre índios e fazendeiros em Sidrolândia (MS), onde um índio foi morto na última quinta-feira, 30 de maio. “O que nós pretendemos é que as demarcações em estudo pela Funai possam considerar, além do laudo antropológico, de acordo com a realidade de cada área, outros órgãos do governo para diminuir os problemas jurídicos que temos atualmente, como é o que temos hoje em Mato Grosso do Sul” - continua a notícia -.

Dom Leonardo explicou qual o posicionamento da Conferência dos Bispos diante dos conflitos em terras indígenas. “Nós sempre dialogamos. Esta é a característica da atuação da CNBB. Temos uma grande atuação neste campo através do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), além do trabalho de educação e defesa dos povos indígenas. Esperamos que a Funai não se esvazie em sua função, e que as demarcações continuem. Foi um diálogo muito bom”. Também participou do encontro o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Laudenir Andre Muller.