Direitos humanos no centro da audiência do Papa com presidenta das Filipinas

Visita ao Vaticano de Gloria Macapagal Arroyo

| 585 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 4 de junho de 2007 (ZENIT.org).- A questão dos direitos humanos foi um dos temas centrais da audiência que Bento XVI concedeu nesta segunda-feira a Gloria Macapagal Arroyo, presidenta das Filipinas.



A mandatária do país asiático com o maior número de católicos se reuniu posteriormente com o secretário de Estado de Sua Santidade, o cardeal Tarcisio Bertone, e o secretário para as relações com os Estados, o arcebispo Dominique Mamberti.

«Nos colóquios se evocaram as relações cordiais entre a Santa Sé e a República das Filipinas, assim como o entendimento e a cooperação entre a Igreja e o Estado», afirma um comunicado emitido pela Sala de Informação da Santa Sé.

«Analisou-se também a situação política e social no sudeste asiático e, em particular, o respeito e a promoção dos direitos humanos e das instituições democráticas nessa região», declara o comunicado.

A senhora Arroyo participou neste domingo, no Vaticano, da canonização de Maria Eugênia de Jesus (1817-1898), francesa, fundadora do Instituto das religiosas da Assunção da Bem-Aventurada Virgem Maria, e de outros três novos santos.

O milagre que permitiu esta canonização é a cura de uma menina filipina, Risa Bondoc, que hoje tem 12 anos.

Arroyo já havia visitado o Papa Bento XVI em 26 de junho de 2006.