Diretor do Jesuit Refugee Service é sequestrado no Afeganistão

O sacerdote jesuíta Alexis Prem Kumar foi raptado em uma escola para os refugiados de Zinda Jan

Roma, (Zenit.org) Sergio Mora | 387 visitas

O diretor da seção afegã do Jesuit Refugee Service (JRS) foi sequestrado nesta segunda-feira, 2 de junho, por homens armados ainda não identificados. As informações são da agência Asia News, que acrescenta que o sacerdote jesuíta Alexis Prem Kumar foi raptado em uma escola, na qual estava avaliando o sistema educativo oferecido aos refugiados de Zinda Jan.

O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da Índia, Syed Akbaruddin, confirmou a notícia através do Twitter: "Foi sequestrado um cidadão indiano que trabalha com uma ONG na província de Herat, no Afeganistão. Estamos em contato com as autoridades locais".

"O consulado da Índia e o governo do Afeganistão estão em contato para esclarecer o sequestro", confirmou o padre Jeyapathy, SJ, reitor do Loyola Cochege em Tamil Nadu, na Índia. Nenhum grupo reivindicou o sequestro até o momento, informa a Asia News.

O padre Alexis, 47 anos, pertence à província jesuíta de Madurai, em Tamil Nadu, e trabalha no Jesuit Refugee Service há mais de dez anos. O sacerdote entrou na Companhia de Jesus em 1998. Antes de ir para o Afeganistão, quatro anos atrás, ele já tinha trabalhado durante seis anos com refugiados do Sri Lanka.

Mencionando o comentário de uma fonte sigilosa em Cabul, a AsiaNews observa que os jornais locais noticiaram o sequestro sem esclarecer que se tratava de um sacerdote. A vítima é referida apenas como “um funcionário de uma ONG”.