Doze filhos... sete dos quais religiosos

Um livro recolhe a vida de um casal devoto da Adoração Noturna

| 553 visitas

BADARÁN, quinta-feira, 13 de outubro de 2005 (ZENIT.org).- Um casal de Badarán (Espanha), Juan Martínez e Áurea Terrero, devotos da Eucaristia e da Adoração Noturna, teve 12 filhos, sete deles religiosos e, destes, quatro missionários.



Agora seus filhos editaram um livro com sua vida e a apresentam como um «Testemunho fecundo», título do volume.

O coordenador da obra é um dos filhos desta família, o padre José Martinez de Toda Terrero, S.J., professor e antigo diretor do Centro Interdisciplinar de Comunicação Social da Universidade Pontifícia Gregoriana de Roma.

«Juan e Áurea, um testemunho fecundo», é uma lembrança agradecida de seus filhos aos pais que foram «pessoas simples», comuns como os demais» e que, segundo seus descendentes, «são talvez exemplos representativos de toda uma geração de pessoas comprometidas com o ideal cristão».

O livro saiu publicado agora por Edições Scire e é um exemplo de como a Eucaristia --à qual o Sínodo dos Bispos dedica seu tempo-- dá seus frutos, também na família e na vida consagrada e religiosa.

À parte da devoção eucarística enraizada através da Adoração Noturna, este matrimônio compartilhava «um grande amor à Virgem de Valvanera, que, junto com a Eucaristia, deu sentido a suas vidas plasmando nelas o ideal evangélico».

«A nossos pais tocou viver em uma época difícil: a república, a Guerra civil, o pós-guerra», constatam seus filhos no livro. «Hoje também os matrimônios e famílias vivem em um ambiente difícil e contraditório. (...) Que estas páginas lhes sirvam de estímulo para que permaneçam fiéis a sua vocação cristã e se responsabilizem pela formação humana e religiosa de seus filhos».

Na apresentação, o bispo de Calahorra e La Calzada-Logroño, Juan José Omella Omella, escreve: «Oxalá que o Senhor conceda a nossa Igreja abundantes pais de famílias santos e generosos em suscitar e alentar em seus filhos o chamado à vida sacerdotal e à vida consagrada».

O livro conclui com um anexo com cartas entre Juan e Áurea, felicitações por suas bodas de ouro --inclusive o telegrama do Papa-- e fotos. Também se transcrevem orações que o casal recitava com freqüência e um testemunho de Dom Enric Planas, subsecretário do Conselho Pontifício das Comunicações Sociais e diretor da Filmoteca Vaticana.

Mais informações em martinezdetoda@unigre.it