Durban: comunidade portuguesa vive Mundial de Futebol em festa

Portugal e Brasil se enfrentam nesta sexta-feira na cidade sul-africana

| 968 visitas

LISBOA, quinta-feira, 24 de junho de 2010 (ZENIT.org) – O jogo entre Portugal e Brasil pela Copa do Mundo nesta sexta-feira em Durban é um ingrediente a mais na festa dos sul-africanos, turistas e emigrantes que vivem na África do Sul.

O emigrante português José Carvalho, que vive com sua família em Durban desde 1974, conversou com Agência Ecclesia sobre o ambiente “muito positivo” em que decorre o Mundial de Futebol. Trata-se de “uma festa, mais do que uma competição”, disse.

“Cheguei a ir ver um jogo, Holanda-Japão, em que apesar da derrota, os adeptos japoneses celebravam com os holandeses”, relata.

José Carvalho lembrou o bom acolhimento que recebeu dos sul-africanos, quando se mudou para Durban ainda nos anos 70. A barreira da língua foi minimizada pela hospitalidade e pelo carinho das pessoas.

Em Durban há sinais da ligação histórica com Portugal, como por exemplo uma estátua de homenagem a Bartolomeu Dias, navegador que circundou o Cabo da Boa Esperança em 1488. Depois foi a vez de Vasco da Gama aportar na região, a 25 de dezembro de 1497, dando-lhe o nome de Rio de Natal. O nome pelo qual a cidade é hoje conhecida só foi atribuído em 1835.

Portugal joga nesta sexta-feira contra o Brasil. É o último jogo dos dois times na fase de grupos da Copa do Mundo. A partida é aguardada com grande expectativa pela comunidade portuguesa local.

“O jogo é um tema que domina todas as conversas, não só dos portugueses”, afirma José Carvalho, descrevendo a ansiedade das pessoas, no trabalho e nas ruas, “onde só se veem bandeiras de Portugal e do Brasil à venda”.

Portugal terá um grande apoio nesta sexta-feira. De acordo com o presidente do Clube Português de Durban, deverão assistir à partida, no Estádio Moses Mabhida, mais de 30 mil portugueses.