É possível viver só, fechados em si mesmos?"

Discurso do Papa durante a Audiência a uma delegação de estudantes da Ação Católica Italiana

| 957 visitas

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 20 de dezembro de 2012 (ZENIT.org) – Publicamos aqui o texto do discurso dirigido hoje pelo Papa Bento XVI a uma delegação de jovens da Ação Católica Italiana (A.C.R) para os cumprimentos natalícios.

***

Queridos rapazes e moças da ACR (ACIERRE), fico muito feliz por encontrar-vos e acolher os vossos cumprimentos para o Natal do Senhor. Saúdo-vos com afeto, juntamente com os vossos professores, o presidente Prof. Franco Miano e o assistente geral Mons. Domenico Sigalini.

Me dissestes que estais “em busca do autor” e que este é o lema do vosso caminho deste ano na ACIERRE.  O primeiro que me vem em mente é perguntar-vos: Quem é este autor? Já o encontrastes? Tenho certeza de que, com os formadores e com os outros amigos da Ação Católica, encontrareis uma resposta sempre mais clara à vossa busca e sereis capazes de ajudar também a muitos outros a encontrá-la. Porém, eu também gostaria de dizer-vos alguma coisa. Antes de mais nada, sei que vós buscais o autor da vida, que vos ajuda a viver bem, contentes consigo mesmos e com os outros. Mas nós sabemos quem é este autor: é Deus, que nos mostrou o seu rosto. Deus nos criou, nos fez à sua imagem, principalmente nos entregou o seu Filho Jesus, que se fez uma criança – o contemplaremos em breve no Santo Natal -, cresceu como um garoto como vós, percorreu os caminhos deste nosso mundo para comunicar-nos o amor de Deus, que faz bela e feliz a vida, cheia de bondade e de generosidade. Certamente buscais também o autor da vossa alegria. Se vos perguntásseis o que vos dá alegria, talvez a resposta seria: os jogos, o esporte, os amigos, os pais, que vivem por vós e vos querem bem. São tantos que vos fazem felizes, mas há um grande Amigo que é o autor da alegria de todos e com o qual o nosso coração enche-se de uma alegria que supera todas as outras e que dura por toda a vida: é Jesus. Recordai-vos, caros amigos: quanto mais aprendais a conhecê-Lo e a dialogar com Ele, tanto mais sentireis no coração a alegria e sereis capazes de vencer as pequenas tristezas que aparecem às vezes na alma.

Além do mais, estais à busca do autor do amor. Pode-se viver só, fechados em si mesmos? Se refletis um momento, vereis que a resposta é um claro: “não”. Todos temos necessidade de querer bem e de sentir que alguém nos aceita e nos quer bem. Sentir-se amados é necessário para viver, mas é também importante ser capazes de amar os outros, para fazer bela a vida deles, a vida de todos, também dos vossos contemporâneos que se encontram em situações difíceis. Jesus fez-nos ver com sua vida que Deus ama a todos sem distinção e quer que todos vivam felizes. Gosto, portanto, dessa vossa iniciativa no mês de Janeiro de sustentar um projeto no Egito de ajuda concreta aos jovens de rua.

Enfim, certamente estais buscando o autor da paz, que o mundo tanto precisa. Muitas vezes os homens pensam que podem construir a paz sozinhos, mas é importante compreender que é Deus que pode dar-nos uma paz verdadeira e sólida. Se o sabemos escutar, se lhe abrimos espaço na nossa vida, Deus acaba com o egoísmo que muitas vezes contamina as relações entre as pessoas e entre as Nações e faz surgir desejos de reconciliação, de perdão e de paz, mesmo naqueles cujos corações estão endurecidos .

Queridos jovens e moças do ACIERRE, desejo que façais esta busca juntos, entre vós e com os vossos companheiros de escola e de jogos. Se vos ajudais a buscar o grande Autor da vida, da alegria, do amor, da paz, descobrireis que este Autor nunca está distante de vós, pelo contrário, está muito perto: é o Deus que se fez criança em Jesus!

Caros amigos, desejo, a vós e a toda a Ação Católica, um Feliz Natal!

(Trad.TS)