Em Fátima, bispo pede «paz sem armas» e «progresso sem explorações»

D. Serafim Ferreira e Silva presidiu peregrinação aniversária de junho

| 912 visitas

FÁTIMA, quinta-feira, 14 de junho de 2007 (ZENIT.org).- Essa quarta-feira, quando no Santuário de Fátima celebrou-se a peregrinação internacional comemorativa do 90º aniversário da segunda aparição de Nossa Senhora aos três Pastorinhos, o bispo emérito de Leiria-Fátima orou a Deus pela paz e o progresso baseado na justiça.



«Celebremos a misericórdia de Deus e pratiquemos a misericórdia entre os homens, numa solidariedade de compromisso recíproco, de tal modo que cada um pode fazer o que lhe é próprio na construção de uma grande família, alicerçada na verdade, na vida, na entreajuda, na comunhão», disse D. Serafim Ferreira e Silva em sua homilia.

«Nós queremos uma paz sem armas, um progresso sem explorações ou escravaturas, queremos uma justiça sem ódios, sem retaliações ou vinganças», afirmou.

E enfatizou que isso «não é uma fantasia, nem uma utopia, é a força do Evangelho e a Palavra de Deus encarnou, fez-se homem para nos ajudar a reconstruir harmonia, à luz de Deus».

Segundo informa o Santuário de Fátima, no momento seguinte, os fiéis suplicaram a Nossa Senhora, Mãe da Reconciliação, pelo Santo Padre, para que o Sumo Pontífice não deixe de exortar os homens à reconciliação com Deus.

Rezou-se também por aqueles que sofrem por causa da guerra, «para que resistindo à tentação do ódio e da vingança, sejam operadores de paz para com todos», e por todos os doentes, «para que ofereçam as suas dores pela reconciliação de todos os homens».

Outra intenção de oração foi para com «aqueles que ouviram e hão de ouvir a voz do Senhor que os chama a segui-Lo para o serviço de edificação do seu povo» e «pelos consagrados ao reino de Deus, para que vivam o seu chamamento com a mesma dedicação com que Maria se colocou ao serviço do Senhor».

Com o tema «Deus, Pai da Misericórdia», esta peregrinação aniversária congregou milhares de peregrinos no Santuário de Fátima.

Inscreveram-se para participar na Eucaristia internacional, celebrada no Recinto do Santuário, 39 grupos de peregrinos, vindos de quinze diferentes países.

Concelebraram o bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto; o bispo emérito de Natal (Brasil), D. Heitor Araujo Sales; e Mons. Guido Fiandino, bispo auxiliar de Torino (Itália).

Antes da bênção final, o bispo de Leiria-Fátima dirigiu-se também a todos os peregrinos, em especial aos doentes, recordando as palavras de Nossa Senhora a 13 de Junho de 1917.

«Nossa Senhora diz a cada um de nós o que disse há 90 anos a Lúcia: não desanimes que nunca te deixarei só, o meu Coração Imaculado será o teu refúgio e conduzir-te-á a Deus», recordou o bispo.