Encontrado morto sacerdote ortodoxo sequestrado em Damasco

Corpo mostra sinais de tortura

| 987 visitas

ROMA, quinta-feira, 25 de outubro de 2012 (ZENIT.org) -. O corpo do sacerdote greco-ortodoxo, Padre Fadi Jamil Haddad, pároco da igreja de Santo Elias em Qatana, foi encontrado hoje no bairro de Jaramana (norte de Damasco) , não muito longe de onde ele foi sequestrado em 19 de outubro por um grupo armado não identificado.

A noticia foi confirmada à agência de notícias Fides por um membro da comunidade Greco-ortodoxa do padre Haddad, pedindo anonimato.

"Seu corpo foi terrivelmente torturado, atingindo-lhe os olhos - disse com lágrimas à Fides -. Padre Haddad é um mártir da nossa Igreja”.

Sobre a responsabilidade do ato terrível acusações são lançadas entre as forças da oposição (que acusam as milícias leais ao regime) e as autoridades do governo, que acusam as gangues armadas favoráveis a rebelião armada.

Os sequestradores pediram à família do sacerdote e à sua Igreja um resgate de 50 milhões de libras sírias (cerca de 550.000 euros). No entanto, foi impossível encontrar o dinheiro e satisfazer a essa demanda exorbitante.

Uma fonte consultada condena "a terrível prática, presente por meses nesta guerra suja, de sequestrar e matar civis inocentes".

Entre as várias comunidades cristãs na Síria, a greco- ortodoxa é a maior (com cerca de meio milhão de fiéis) e concentrou-se principalmente na parte ocidental do país e em Damasco.

(Trad.MEM)