Encontro de Creta entre Católicos e Ortodoxos: Um passo adiante

Segundo o subsecretário do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos

| 712 visitas

Por Inma Álvarez

ELOÚNDA, sexta-feira, 10 de outubro de 2008 (ZENIT.org).- O encontro bilateral entre católicos e ortodoxos, que aconteceu semana passada na ilha grega de Creta, foi definido pelo subsecretário do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos, Eleuterio Fortino, como «um novo passo adiante nas relações entre católicos e ortodoxos».

Participaram do encontro, ocorrido entre 27 de setembro e 4 de outubro passados, os membros do Comitê de Coordenação da Comissão mista internacional para o diálogo teológico entre a Igreja ortodoxa e a católica.

Esta Comissão é encabeçada pelo presidente do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos, cardeal Walter Kasper, e pelo metropolita Ioannis Zizioulas de Pérgamo. A ausência dos representantes do Patriarcado de Moscou foi lamentada no encontro.

Segundo explica Fortino em um artigo publicado na edição de ontem do L’Osservatore Romano, esta reunião (a décima desde que começaram esses encontros em 1980), serviu para começar a estudar o tema «do papel do Bispo de Roma na comunhão da Igreja no primeiro milênio».

Neste encontro foi elaborado um documento conjunto que aborda temas como a concepção de Roma como prima sedes, o bispo de Roma como sucessor de Pedro e o papel do Papa como garantia da comunhão eclesial, assim como os fatores não teológicos que acompanharam historicamente esse primado.

Este documento será exposto na sessão plenária da Comissão no próximo ano no Chipre.

Monsenhor Fortino explicou que o clima do encontro foi «muito positivo e cordial», e que os participantes se sentiram «muito bem acolhidos pelos bispos, pelas autoridades e pelo povo de Creta».

Os co-presidentes afirmaram, durante a abertura, que a finalidade deste diálogo entre ambas Igrejas «é o restabelecimento da plena comunhão entre elas. Esta comunhão, fundada na unidade da fé, na linha da experiência e da tradição comuns da Igreja antiga, encontrará sua expressão na celebração comum da Santa Eucaristia».

Entre os participantes estavam, pela parte católica, monsenhores Ioannis Spiteris (Corfu, Grécia), Gérard Daucourt (Nanterre, França), Dimitrios Salachas (exarca da Grécia) e Brian Farrell (Secretário do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos), assim como Piero Coda, presidente dos teólogos italianos, Paul McPartlan (Universidade Católica da América), Frans Bouwen (missionários da África) e Theresia Hainthaler (Philosophisch-Theologische Hochschule Sankt Georgen).

Do lado ortodoxo estiverem presentes os metropolitas Makarios do Quênia (Patriarcado de Alexandria) e Gerogios de Paphos (Igreja autocéfala do Chipre), o arquimandrita Demetrios Charbak (Patriarcado de Antioquia), os bispos Ignatije de Branitsevo (Patriarcado da Sérvia) e Petroniu de Salaj (Patriarcado da Romênia).