Entrega de distinção papal ao presidente da Universidade Católica de Múrcia

Pela primeira vez na história, reconhecimento é entregue a um casal

| 692 visitas

MÚRCIA, quinta-feira, 14 de junho de 2007 (ZENIT.org-Veritas).- O cardeal Alfonso López Trujillo entregou nessa quarta-feira a distinção de São Gregório Magno ao presidente da Universidade Católica Santo Antonio de Múrcia (UCAM) e consultor do Conselho Pontifício para a Família, José Luis Mendoza, e a sua esposa, Maria Dolores García Mascarell.



Esta distinção é a mais alta condecoração com a qual o Papa reconhece um fiel leigo por seu serviço à Igreja. Cabe ressaltar que, pela primeira vez na história, o Papa outorga esta distinção a um casal.

A cerimônia pontifícia, que aconteceu na Universidade, foi presidida pelo cardeal Alfonso López Trujillo, presidente do Conselho Pontifício para a Família, que agradeceu os condecorados por «seu trabalho a serviço da Igreja Católica e por testemunhar os valores da família cristã em sua vida pessoal».

O cardeal também afirmou que «o Senhor fez possível que a família Mendoza construísse um lar fundamentado em uma fé viva».

O presidente do Conselho Pontifício para a Família disse que «a UCAM está dando importantes frutos, tendo em vista que nesta instituição se quer fazer algo grande pela Igreja».

Também interveio na cerimônia o cardeal Antonio María Rouco Varela, arcebispo de Madri, que qualificou a UCAM «como um autêntico milagre surgido ao final do século XX».

O purpurado sublinhou a especial importância das universidades católicas. São «chaves para o desenvolvimento de toda Europa», disse.

Por sua parte, o cardeal Antonio Cañizares, arcebispo de Toledo e primaz da Espanha, afirmou que, «com este reconhecimento a José Luis Mendoza e a sua esposa, o Papa assinalou qual é o caminho pelo qual devemos conduzir nossa vida, que não é outro senão o de um modelo de vida baseado na família cristã».

José Luis Mendoza mostrou seu agradecimento ao Papa por este reconhecimento e acrescentou que «é um presente de Deus, não é mérito nosso, é um dom que Deus nos concede».

Mendoza afirmou que «a UCAM é fiel ao Papa e ao Magistério da Igreja» e disse que «o mundo sem Cristo não tem sentido».

A esposa de Mendoza, María Dolores García Mascarell, expôs seu agradecimento ao Papa e afirmou que «tudo o que há em minha vida, minha fé, e meus filhos, eu recebi de Deus».

Também participaram do evento do núncio apostólico na Espanha, arcebispo Manuel Monteiro de Castro, o arcebispo de Zaragoza, Dom Manuel Ureña, o bispo de Burgos, Dom Francisco Gil Hellín, o bispo de Orihuela-Alicante, Dom Rafael Palmero e o bispo emérito de Cartagena, Dom Javier Azagra, que foi investido como doutor «honoris causa» da UCAM.