Enviado pessoal do papa viaja hoje para o Iraque

Visita acontece um dia após a nomeação do novo primeiro-ministro iraquiano

Roma, (Zenit.org) Redacao | 361 visitas

O enviado pessoal do papa Francisco ao Iraque, o cardeal Fernando Filoni, parte hoje para o país devastado pela guerra. A viagem começa com atraso de um dia em relação ao planejado, devido a "problemas logísticos compreensíveis", informou o Vaticano.

O itinerário preciso da visita não foi divulgado por "razões de segurança", mas o cardeal, que já foi núncio no Iraque, deverá visitar o Curdistão iraquiano, onde se reunirá com os cristãos desabrigados e com as pessoas que estão ajudando a administrar a ajuda aos necessitados.

Filoni deverá visitar também a capital Bagdá.

Nesta segunda-feira, o presidente do Iraque pediu que o primeiro vice-presidente do parlamento iraquiano, Haider al-Abadi, formasse um novo governo e assumisse o cargo de primeiro-ministro. Embora bem-recebida pelos Estados Unidos, a decisão sofreu a oposição do primeiro-ministro Nouri Maliki, que declarou que a nomeação é uma "violação da constituição". Maliki disse que pretende apelar.

De acordo com a constituição do Iraque, Maliki permaneceria como primeiro-ministro durante os próximos 30 dias, até que o novo governo fosse formado.

Haider al-Abadi é membro do partido de Maliki. Nas últimas semanas, porém, o partido virou-se contra o primeiro-ministro.

Militantes do grupo Estado Islâmico (EI) fizeram conquistas substanciais no norte do Iraque ao longo dos últimos meses, forçando dezenas de milhares de cristãos e outras minorias religiosas a abandonarem as suas casas.

Ontem, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que não haverá solução militar americana para a crise e que só um governo iraquiano inclusivo poderia unificar a luta contra os extremistas, informou a BBC.