Episcopado de São Paulo une-se ao pesar pelo acidente aéreo

| 874 visitas

SÃO PAULO, sexta-feira, 20 de julho de 2007 (ZENIT.org).- O organismo que reúne os bispos do Estado de São Paulo, Regional Sul 1 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), uniu-se ao pesar pelo acidente aéreo ocorrido na terça-feira passada na metrópole brasileira.



O vôo 3054 da empresa TAM, com 186 passageiros a bordo, não conseguiu parar enquanto pousava no aeroporto de Congonhas (zona sul de São Paulo) e bateu contra um prédio que fica junto a uma avenida de grande movimentação. O choque provocou um incêndio de grandes proporções.

As buscas dos bombeiros no local do acidente prosseguem. Desde terça, o Instituto Médico Legal recebeu 207 sacolas contendo corpos ou fragmentos. Somente 28 corpos estão oficialmente identificados.

No total, 188 mortes já foram confirmadas. O número total de mortos pode chegar a 200, neste que é o maior da história aeronáutica brasileira.

Os bispos do Estado de São Paulo afirmam-se consternados pela tragédia.

Solidarizando-se com todos os que sofrem as conseqüências deste acidente, os prelados elevam «suas mais fervorosas preces a Deus Pai, Senhor da vida, para que receba em sua Morada Eterna nossos entes queridos, amigos e conhecidos, vítimas deste lamentável acidente».

«Que em sua infinita misericórdia, conhecendo cada um de seus filhos e filhas, o Senhor Deus olhe para as vítimas deste acidente com benevolência e compaixão: olhe também para seus familiares e os conforte com a certeza da vida eterna», destaca a nota difundida pelos bispos, assinada pelo bispo de Santo André e presidente do Regional Sul 1, Dom Nelson Westrupp.

«A nós, que peregrinamos neste tempo, Deus nos conceda a Graça necessária para sermos promotores e defensores da vida humana, que é seu dom maior.»

O arcebispo de Aparecida (Estado de São Paulo) e presidente do CELAM (Conselho Episcopal Latino-Americano), Dom Raymundo Damasceno Assis, também se uniu em solidariedade aos familiares e amigos das vítimas.

«Rezemos para que Deus, Senhor da Vida, receba em seu Reino estes filhos e filhas, pelo conforto dos familiares, amigos, e por todos que foram afetados por esta tragédia, bem como, aos representantes e funcionários da empresa TAM», escreve o arcebispo em nota.

«Deus nos conceda, na sua infinita misericórdia, a força e as graças necessárias para superarmos este momento de dor e tristeza, firmes na fé e na solidariedade fraterna.»

Dom Damasceno afirma ainda esperar, «como todos os brasileiros», «que os fatos que causaram este terrível acidente sejam esclarecidos pelas autoridades competentes, o quanto antes, a fim de se evitar, no futuro, tragédias semelhantes».

«Isto é o que espera a nação, principalmente as famílias que perderam seus entes queridos, já que as vidas não podem mais ser recuperadas», destaca.