Episcopado dos Estados Unidos pede aprovação do “Dream Act”

Carta do arcebispo Gómez ao Congresso em nome dos bispos americanos

| 970 visitas

WASHINGTON, segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 (ZENIT.org) – Um representande do episcopado norte-americano pediu a aprovação por parte do Congresso do Dream Act, uma medida que abriria uma via à legalização a jovens imigrantes ilegais que cumpram certos requisitos.

A petição foi apresentada em uma carta, datada de 2 de dezembro, pelo arcebispo auxiliar de Los Angeles, Dom José Gómez, presidente do Comitê para a Migração da Conferência dos Bispos dos Estados Unidos.

Dream Act beneficiaria imigrantes que chegaram aos Estados Unidos antes de completar 16 anos, moram no país há pelo menos cinco anos, terminaram o ensino médio e pretendem cursar uma faculdade ou cumprir serviço militar.

Esses imigrantes ganhariam residência temporária de seis anos e, ao final do período, caso tivessem cumprido serviço militar ou cursado uma faculdade por pelo menos dois anos, teriam direito a residência permanente.

"É importante observar que estes jovens entraram nos Estados Unidos com seus pais ainda crianças e, portanto, não são ilegais por vontade própria", disse o arcebispo Gómez. 

"Eles têm um grande talento e energia e estão esperando uma oportunidade para contribuir plenamente ao serviço da nossa nação. Seria temerário negar-lhes essa oportunidade”.

Referindo-se à longa espera para que o projeto seja aprovado no Congresso americano, o arcebispo afirma que “há momentos como este em que uma medida devia ser aprovada imediatamente, porque é simplesmente o correto a fazer”. A versão mais recente do Dream Act foi proposta no Senado em março de 2009.

O projeto, acrescenta Dom Gómez, “representa uma solução prática, justa e compassiva para milhares de jovens que simplesmente querem empregar as capacidades que Deus lhes deu o melhor possível e contribuir para o bem-estar de nossa nação”.