Equador: assassinado um sacerdote franciscano polonês

Em sua paróquia de Santo Domingo de Los Colorados

| 1192 visitas

SANTO DOMINGO DE LOS COLORADOS, quarta-feira, 15 de dezembro de 2010 (ZENIT.org) – O Pe. Miroslaw Karczewski, OFM Conv., de 45 anos, foi assassinado no dia 6 de dezembro na casa paroquial do convento de Santo Antônio de Pádua, de Santo Domingo de Los Colorados, no norte do Equador.

O frade pertencia à província polonesa dos Irmãos Menores e trabalhava há cinco anos na paróquia de Santo Domingo dos Colorados, em Tsáchila, informou a agência Fides.

Na segunda-feira da semana passada, o sacerdote deveria celebrar a missa às 19h. Como ele não pareceu, os paroquianos foram buscá-lo em sua casa e o encontraram morto.

A vítima apresentava cortes no pescoço e em outras partes do corpo, dando a entender que houve luta com o assassino, de acordo com o responsável dos franciscanos do Equador, Juan Luna.

Parece ser que o Pe. Mirek estaba sozinho quando abriu a casa parroquial a seus agressores. Depois de matá-lo, com golpes com um crucifixo, os assassinos roubaram um telefone celular e o computador do sacerdote.

De acordo com a policía, o sacerdote já tinha sido assaltado há um ano em sua casa e vira os criminosos, que teriam ameaçado matá-lo caso os denunciasse.

O enterro de frei Miroslaw foi no último dia 9 de dezembro em Santo Domingo de los Colorados.

Nascido em 1965, em Połczyn Zdrój, o sacerote pertencia à província de São Maximiliano Kolbe (Gdansk, Polônia). Foi ordenado em 1993 em Koszalin e trabalhou durante dois anos no convento de São Maximiliano, em Gdynia.

Em 1995 foi para o Equador. Ultimamente era guardião do convento de Santo Antônio de Pádua, em Santo Domingo de los Colorados.