Espanha: êxito da pós-graduação em Doutrina Social da Igreja

Titulação com o reconhecimento oficial da Universidade CEU São Paulo

| 383 visitas

MADRI, quinta-feira, 14 de junho de 2007 (ZENIT.org).- Em seu primeiro ano de caminhada, a graduação de Especialista em Doutrina Social da Igreja -- titulação oficialmente reconhecida pela Universidade CEU São Paulo -- confirma seu êxito: em número de inscritos, no grau de satisfação de alunos e professores e no interesse que suscitaram os conteúdos de Teologia propostos.



Assim constata o catedrático Rafael Rubio de Urquía, diretor do citado programa de pós-graduação, nesta entrevista concedida a Zenit.

Considerando as pessoas que desejam adquirir uma formação geral sólida, sistemática e atualizada em Doutrina Social da Igreja, a Cátedra «Angel Herrera Oria» de Doutrina Social da Igreja, do Instituto CEU de Humanidades «Angel Ayala» (www.ceu.es/angelayala) empreendeu em 2006 este ciclo de estudos de pós-graduação.

Tal Instituto, uma obra da Fundação Universitária São Paulo -CEU (www.ceu.es), tem como principal objetivo a propagação do humanismo cristão segundo os princípios da Igreja Católica.

Como afirma Pablo Velasco -- Assessor de Projetos do Instituto --, o lugar aspira a ser um espaço «de encontro intelectual aberto e acolhedor, fermento de colaboração entre a Fundação e todas as instituições como fins análogos».

Os estudos de Especialista em Doutrina Social da Igreja se desenvolvem em dois cursos, compatíveis para o aluno com o desempenho de outras atividades.

O primeiro curso se estrutura com os fundamentos filosóficos e teológicos imprescindíveis para abordar com rigor o estudo da Doutrina Social da Igreja.

No segundo, utilizando os conhecimentos teológicos adquiridos, examina-se a natureza, fontes, fundamentos, princípios e características metodológicas da Doutrina Social da Igreja, assim como o Corpus da Doutrina Social da Igreja em seu processo de formação e em seu conjunto orgânico. Em uma segunda parte, estudam-se os diferentes campos temáticos tratados em tal Corpus: Matrimônio e Família, Bioética, Economia, etc, com especial atenção às relações entre os conteúdos do Magistério, as ciências particulares (Direito, Economia, etc) e a ação.

Titular da cátedra Angel Herrera Oria de Doutrina Social da Igreja do Instituto CEU de Humanidades «Angel Ayala», Rafael Rubio de Urquía faz um balanço e traça horizontes da pós-graduação.

--Qual é sua avaliação do primeiro ano da pós-graduação?

--Rafael Rubio de Urquía: Sinceramente, esta pergunta deveria ser respondida pelos alunos, e me consta que todos eles têm uma opinião muito positiva. Tivemos 28 alunos matriculados. Um número elevado para um curso de pós-graduação. Todos eles de diversas idades e profissões. Também nosso corpo de professores, em sua maioria teólogos, ficou muito satisfeito com os alunos.

A circunstância de que muitos dos professores do primeiro ano sejam teólogos dota de um valor acrescentado o nosso curso. Atualmente não existem mestres nem pós-graduados em Doutrina Social da Igreja com esta fundamentação teológica, tão séria e profunda. Também se despertou entre os alunos uma surpreendente curiosidade pela Teologia.

Sem dúvida, o fato de preparar um programa no qual a Teologia tem tanto peso específico tinha um ponto experimental, mas comprovamos que se tornou um êxito.

--Com que novidades se começa este segundo ano?

--Rafael Rubio de Urquía: Este ano começa também o segundo ano dos alunos do curso passado. Com a suposta formação teológica que receberam, será empreendido o estudo sistemático do corpus de Doutrina Social da Igreja. Assim, foram programadas sessões de Matrimônio e Família, Bioética, Economia, Direito, Política e Cultura.

--Por que considera que um plano de estudos desta categoria suscita interesse?

--Rafael Rubio de Urquía: Há duas dimensões pouco freqüentes: primeiro, antes de abordar o estudo da Doutrina Social da Igreja se provê o aluno dos fundamentos teológicos necessários para localizar os documentos do magistério dentro da confissão de fé da Igreja.

Uma vez dado este passo, tal corpus é posto em relação com as ciências particulares (Economia, Direito, Biologia, etc.) e com a práxis. Ou seja, não se trata de uma mera descrição das encíclicas.

--Que utilidade tem a pós-graduação para os leigos?

--Rafael Rubio de Urquía: Pode ser muito interessante dependendo de cada um. Por exemplo, para um leigo que quer simplesmente adquirir uma idéia sistemática e precisa de em que consiste a Doutrina Social da Igreja em geral e em particular, que relação existe entre antropologia cristã, ciências particulares e práxis política, econômica e jurídica.

Também para aquele que quer realizar uma práxis profissional ou política com fundamento, estes estudos lhe darão uma oportunidade única de relacionar a «concepção cristã de pessoa e sociedade» e o mundo leigo, intelectual e prático. E certamente, para os que tenham um interesse específico na Doutrina Social da Igreja e sua aplicação, as vantagens são óbvias.

--------------------------------------
Mais informação, plano detalhado de estudos e inscrições:

Dña. Ana Ramírez de Haro
Instituto CEU de Humanidades «Ángel Ayala»
Pso. Juan XXIII, 8 (28040 Madrid - España)
Telefone: +34.91.456 84 06
E-mail: ihuman@ceu.es
Web: www.ceu.es/angelayala