Espanha: êxito inesperado da Adoração Eucarística Perpétua

Uma nova iniciativa em Talavera de la Reina

| 647 visitas

TALAVERA DE LA REINA, quarta-feira, 31 de janeiro 2007 (ZENIT.org).- Na quinta-feira passada, o cardeal Antonio Cañizares, arcebispo de Toledo, inaugurou em Talavera de la Reina a Adoração Eucarística Perpétua.



O número de pessoas que se inscreveram até agora nesta atividade, promovida diretamente pelo primaz da Espanha, supera os 700 adoradores.

Com isso, tenta-se cobrir as 168 horas semanais. Cada pessoa inscrita se compromete a assistir durante uma hora semanalmente.

O lugar eleito para a Adoração Eucarística é a Igreja do Convento das Madres Carmelitas, onde estará exposto o Santíssimo Sacramento todos os dias do ano, dia e noite.

Segundo o Pe. Justo Lofeudo, sacerdote argentino e missionário, encarregado de organizar esta atividade, o fato da adoração eucarística é «a resposta constante no tempo para com quem não cessa de ser Deus e de amar-nos com amor eterno, e é a manifestação eloqüente de nossa fé e nosso amor para com o Senhor presente na Eucaristia. A capela de adoração perpétua é também escola de silêncio, de oração, meditação e de crescimento espiritual, além de fonte inesgotável de frutos e bênçãos».

Em uma carta de agradecimento aos fiéis que colaboram com esta iniciativa, o cardeal de Toledo afirmava: «O que esperamos e pedimos desta adoração perpétua em Talavera é simplesmente que Deus seja reconhecido, adorado, amado, contemplado no rosto de seu Filho, servido acima de tudo; que se mostre que d’Ele vem toda misericórdia e salvação; e que com seu Filho não busquemos nem peçamos outra coisa que sua vontade».

Publicamos uma entrevista concedida pelo padre Lofeudo, missionário de Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento.

--Como foi a acolhida dessa nova iniciativa por parte de seus fiéis?

--Padre Lofeudo: Eu diria que é uma explosão do Espírito Santo, porque foi a maior resposta que tivemos na Europa. Supera amplamente os níveis normais. Nos lugares onde existe a Adoração Perpétua é preciso cobrir as 168 horas semanais. Nós pedimos ao adorador o compromisso de uma hora por semana para estar com o Senhor porque essa será sua Hora Santa. Para isso se precisam como mínimo de 250 a 300 pessoas. Mas aqui em Talavera superamos amplamente o número. Temos mais de 700 pessoas que confirmaram já este compromisso semanal. Este número é comparável ao México, onde a resposta é muito grande.

--A resposta, portanto, foi positiva e além do esperado...

--Padre Lofeudo: Muito boa, e há um grande otimismo e grande vontade de começar. Às vezes me abordam pela rua para dizer-me «Não me chamaram ainda» ou «quero anotar-me porque não estava no dia da pregação na paróquia», etc.

Quero deixar constância do trabalho excelente dos coordenadores, já que estão trabalhando com muito entusiasmo e pondo muitas horas de seu tempo livre para ligar para pessoas com o fim de organizar tudo isso; é uma tarefa oculta, não se vê, mas é muito grande. Para mim é um motivo de alegria ter encontrado pessoas que colaboram desta maneira.

--Qual é a média de idade dos fiéis que se comprometeram à Adoração?

--Padre Lefeudo: Em geral há pessoas de todas as idades. Há uma grande concentração de pessoas jovens ou de mediana idade; desde os 16 até os 50 anos. Também há pessoas idosas. Isso demonstra que é um projeto divino aberto a todos. O Senhor está chamando todas as idades.

--Quantas capelas de Adoração Perpétua existem no mundo?

--Padre Lofeudo: Ao redor de 2.500 capelas com essas características, ou seja, não as capelas que pertençam a uma comunidade religiosa, senão aquelas que são projetos de leigos, abertas a leigos onde a igreja está aberta as 24 horas do dia. A maior parte se encontra nos Estados Unidos, também nas Filipinas e Coréia. Na Europa nos encontramos com esta iniciativa na Itália onde há cerca de 16 capelas de Adoração Perpétua. Também existem na França, na Irlanda e na Romênia, onde na Igreja Greco-Católica pela primeira vez estão unidos greco-católicos, romano-católicos e ortodoxos na Adoração desde 15 de setembro passado.

Na Espanha, existem capelas em Madri, Sevilha, Estepona (Málaga), Toledo e agora em Talavera da Rainha.

--Que sentido tem a Adoração Perpétua?

--Padre Lofeudo: A adoração à Eucaristia é porque, como diz a Sagrada Escritura, «só a teu Deus adorarás e renderás culto» e tem essa própria dignidade porque é o único culto, ato religioso devido somente a Deus. Perpétua porque, no fundo, Deus não deixa de ser Deus e nós não devemos deixar de adorá-lo; o que não podemos fazer pessoalmente, podemos fazer como comunidade, formando esta fraternidade de adoradores que se vão sucedendo no tempo, essa corrente que honra o Senhor em adoração.

Também porque é a resposta no tempo Àquele não deixa de amar-nos com amor eterno.

--Quando foi que o cardeal lhe pediu que começasse este trabalho de estabelecer em Talavera a Adoração Perpétua?

--Padre Lofeudo: O senhor arcebispo o começou pedindo imediatamente depois de abrir-se a Capela da Adoração Perpétua em Toledo, há dois anos. Ele, vendo os benefícios que oferecia e conhecendo o que é a Adoração Perpétua em Toledo, quis que isto ocorresse também em Talavera da Rainha. Portanto, foi mérito absoluto do senhor cardeal. Tanto me insistiu, que deixei outras missões para vir aqui.