Espanha: O Vaticano não reconheceria uma Catalunha independente

Nunciatura esclarece que as afirmações do abade de Monserrat não refletem a posição da Santa Sé

Roma, (Zenit.org) Ivan de Vargas | 423 visitas

A nunciatura apostólica na Espanha desmentiu nesta terça-feira à noite que "um eventual estado catalão seria reconhecido pelo Vaticano", como tinha sido afirmado pelo abade de Monserrat, Josep Maria Soler, no último dia 23 de janeiro.

Em um breve comunicado, a nunciatura informa que "as declarações do abade são opiniões de sua exclusiva responsabilidade pessoal e não refletem em absoluto a posição da Santa Sé".

O abade de Montserrat participou no dia 23 de janeiro de um evento em que se pronunciou publicamente sobre o debate separatista na Catalunha.

Em sua fala, além de assegurar que o Vaticano reconheceria um eventual estado catalão, o abade afirmou que o papa está bem a par da situação política da Catalunha não somente através da Conferência Episcopal Espanhola (CEE), mas também por meio da Igreja local.

O monge se queixou de que a CEE "nunca compreendeu" a realidade catalã. Nesta linha, Soler denunciou que os bispos espanhóis, "sem nunca terem avaliado o pano de fundo das reivindicações da sociedade catalã", foram "repetindo, sem matizes, a defensa da unidade da Espanha como um bem moral que deve ser cuidado e mantido".

Soler também se mostrou favorável ao reconhecimento da "realidade nacional da Catalunha", que "é previa à formação do atual Estado espanhol", e pediu que a questão seja abordada "com mentalidade aberta e democraticamente dialogante".

Por último, o abade pediu uma "reflexão serena a fim de se considerarem de maneira séria e democrática todas as posições e ideias, confrontando-as com respeito e equilíbrio, sem interpretações distorcidas".

O mosteiro de Santa Maria de Montserrat tem participado ativamente no movimento pró-independência catalã com todo tipo de declarações a favor da consulta e do direito da Catalunha a decidir.

Reproduzimos abaixo a nota da nunciatura na íntegra:

Comunicado da Nunciatura Apostólica na Espanha

“A respeito das declarações efetuadas no dia 23 de janeiro de 2014 pelo Abade de Montserrat, Josep Maria Soler, e difundidas pelos meios de comunicação, de que "um eventual estado catalão seria reconhecido pelo Vaticano", esta Nunciatura Apostólica na Espanha quer precisar publicamente que as mencionadas declarações do Abade são opiniões de sua exclusiva responsabilidade pessoal e não refletem em absoluto a posição da Santa Sé”.