Espanha: Santuário de São João de Ávila é elevado a Basílica Pontifícia

Decreto da Congregação para o Culto Divino foi promulgado hoje

| 934 visitas

CÓRDOBA, quarta-feira, 20 de junho de 2012 (ZENIT.org) - O papa Bento XVI elevou o santuário diocesano de São João de Ávila, em Montilla, na Espanha, à categoria de basílica pontifícia menor.

A diocese de Córdoba informa que o decreto tem data de 20 de junho de 2012 e foi assinado pelo prefeito da Congregação para o Culto Divino e para a Disciplina dos Sacramentos, o cardeal espanhol Antonio Cañizares Llovera. Cañizares contribuiu notavelmente para que São João de Ávila fosse declarado Doutor da Igreja.

Montilla receberá na próxima segunda-feira, 25, o cardeal Cañizares e o bispo de Córdoba, dom Demetrio Fernández, que percorrerão a pé o caminho até a nova basílica pontifícia. Lá será celebrada a solene eucaristia de ação de graças pela nova concessão pontifícia, “que honra a diocese de Córdoba e, particularmente, a cidade de Montilla, na qual está localizado o sepulcro do próximo Doutor da Igreja Universal”, destaca a nota veiculada pela diocese.

Reproduzimos a seguir o decreto da Congregação para o Culto Divino e para a Disciplina dos Sacramentos:

“A pedido do excelentíssimo e reverendíssimo dom Demetrio Fernández González, bispo de Córdoba, em carta enviada no dia 3 do mês de outubro do ano de 2011, expressando os desejos do clero e dos fiéis cristãos, a Congregação para Culto Divino e para a Disciplina dos Sacramentos, em virtude das faculdades especiais concedidas pelo sumo pontífice Bento XVI, concede de muito bom grado à Igreja do Santuário de São João de Ávila, dedicada a Deus em honra da Encarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo, na cidade de Montilla, no termo da diocese anteriormente citada, na qual é conservada a insigne relíquia daquele ilustre mestre da Igreja espanhola, que ensinou de maneira eminente o amor de Cristo que transcende todo conhecimento, o título e a dignidade de Basílica Menor, com todos os direitos e concessões litúrgicas que devidamente lhe correspondem, guardando o prescrito no Decreto De titulo Basilicae Minoris, promulgado em 9 de novembro de1989”.

(Trad.ZENIT)