Especial sobre Bioética e o Início da Vida

A entidade civil ACEHU promove encontro com a Dra Claudia Maria de Castro Batista, especialista em bioética

Fortaleza, (Zenit.org) Maria Emilia Marega Pacheco | 561 visitas

Uma aula especial sobre Bioética e o Início da Vida será apresentada amanhã, sexta-feira, 13 de setembro, na Universidade Federal de Minas Gerais - Campus Pampulha, às 12:00 horas. A aula será promovida pela ACEHU – Assistência, Cultura e Educação Humana – entidade civil beneficente, sem fins lucrativos, que promove atividades que visam a formação integral do individuo.  

A palestrante é a Dra Claudia Maria de Castro Batista, professora adjunta do Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ. Estudou biologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestrado na Universidade de São Paulo, doutorado em neurobiologia pela UFRJ, pós- doutorado na University of Toronto, na área de biologia de células-tronco no cérebro.

Em entrevista à ZENIT publicada em 2012 a Dra Claudia explicou que o termo Bioética começou a ser usado amplamente a partir do livro lançado em 1971, "Bioética: Ponte para o Futuro", do biólogo e oncologista americano Van R. Potter. Nasceu da necessidade de se deslocar a discussão acerca dos novos problemas impostos pelo desenvolvimento tecnológico, de um viés mais tecnicista para um caminho mais pautado pelo humanismo, superando a dicotomia entre os fatos explicáveis pela ciência e os valores estudáveis pela ética.

O critério ético fundamental expresso na Instrução Donum Vitae, elaborada pelo Vaticano para avaliar todas as questões morais relativas às intervenções sobre o embrião humano, afirma que "o fruto da geração humana, desde o primeiro momento da sua existência, isto é, a partir da constituição do zigoto, exige o respeito incondicional que é moralmente devido ao ser humano na sua totalidade corporal e espiritual. O ser humano deve ser respeitado e tratado como pessoa desde a sua concepção e, por isso, desde esse mesmo momento devem ser-lhe reconhecidos os direitos da pessoa, entre os quais e antes de tudo, o direito inviolável de cada ser humano inocente à vida”, recordou Claudia durante o primeiro simpósio de bioética realizado no Congresso Eucarístico que aconteceu em Brasília em 2010.

A aula faz parte do programa elaborado para as voluntárias e estudantes do Projeto de Saúde da Mulher trabalhadora e para a Liga de Saúde Coletiva, mas será aberta a todas as pessoas interessadas no assunto.