Esperando que no futuro os bispos da China continental possam participar

Resposta ao Bispo chinês Lucas Ly Jingfeng, de Fengxiang, que não pôde comparecer

| 686 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 23 de outubro de 2012 (ZENIT.org) - O Sínodo enviou uma mensagem em latim ao bispo chinês Lucas Ly Jingfeng, de Fengxiang, com base na China continental, República Popular, que não pôde vir a esta grande assembleia eclesial. O prelado tinha escrito uma carta em latim para Bento XVI, dizendo que rezava pelo êxito desta reunião e lamentando as dificuldades de viajar para Roma.

"Com grande prazer - diz a mensagem - os padres sinodais que celebram o XIII Sínodo Ordinário dos Bispos sobre a Nova Evangelização e a Transmissão da fé receberam sua carta, com a qual o senhor quis fazer que se ouvisse a sua voz de dentro da República Popular da China. Sua intenção foi verdadeiramente apreciada, embora entre os Padres sinodais estejam presentes alguns bispos procedentes de Hong Kong e de Taiwan".

O Sínodo soube com satisfação, agradecendo a Deus, que os fiéis católicos da China mantém sólida a sua fidelidade, piedade e sinceridade com a Santa Mãe Igreja. Nós sabemos que os sofrimentos, as orações e a alegria de ser cristãos na China são ofertas agradáveis a Deus e animam a todos os cristãos no mundo", acrescentou.

E lhe informam que "no domingo 7 de outubro o santo padre Bento XVI, com uma solene Liturgia Eucarística abriu a XIII Assembleia Sinodal, comemorou o 50 º aniversário do início do Concílio Vaticano II e abriu o Ano da Fé, que concluirá com a Festa de Cristo Rei no 2013".

"Ainda que o senhor e os outros bispos católicos da China não puderam participar, nós lhes consideramos espiritualmente presentes”, assegura a mensagem dos padres sinodais.

Pedem a "todos os bispos, sacerdotes e fiéis deste grande país para viverem o Ano da Fé com generosidade e compromisso", bem como “que se preste especialmente atenção à evangelização do povo chinês e à reevangelização daqueles que agora estão mornos na fé ou a perderam”.

"O Sínodo dos Bispos renova ao senhor e à toda a Igreja na China os desejos de todo o bem, esperando que no futuro os bispos procedentes do seu nobre país possam participar nos trabalhos sinodais”, acrescenta a mensagem.

E conclui: "O Santo Padre Bento XVI envia uma bênção especial para você, seus sacerdotes e fiéis, bem como também para toda a amada Igreja na China”.

Assinam os presidentes delegados e o secretário geral do Sínodo.

(Trad.TS)