Estados Unidos: lançada série televisiva sobre a vida em um mosteiro

Documenta a experiência de cinco homens em uma Abadia

| 819 visitas

SILVER SPRING, quarta-feira, 25 de outubro de 2006 (ZENIT.org).- O canal televisivo americano «The Learning Channel» (Discovery) acaba de iniciar, nos dias 22 e 23 de outubro, a emissão do primeiro capítulo «Monges e homens», da nova série «The Monastery», filmada em um período de seis semanas no Mosteiro beneditino de Cristo no Deserto, em Novo México.



A nova série constitui a réplica americana à popular série britânica, filmada pela rede BBC2, na Abadia de Worth, Inglaterra, baseada no livro «Finding Sanctuary», escrito pelo abade beneditino de Worth, Christopher Jamison.

O sino tocava às 4 da manhã para chamar os monges à oração na capela. Durante seis semanas deste inverno, as vistas e sons do mosteiro foram captados pela equipe de filmagem. Cinco homens que não são monges foram chamados pelo canal de televisão a viver ali durante este período.

O abade Philip Lawrence guiou os cinco participantes e designou a cada um deles um monge como mentor com o qual compartilhar suas lutas e experiências diárias. Os participantes tiveram também câmeras de vídeo em seus quartos para registrar seus pensamentos pessoais, reações e reflexões durante o processo.

Não se trata de um «reality show», disse a produtora da série Sarah Woodford, mas de algo que os produtores chamam um «documentário de observação», que acompanha pessoas que se encontram em uma encruzilhada espiritual e em busca de respostas profundas.

A experiência consistiu em colocar estes cinco homens de procedências e confissões diversas no mosteiro, situado nas montanhas de Santa Fé, Novo México, e cinco mulheres na Abadia de Nossa Senhora de Mississipi, em uma fazenda perto de Debuque, Iowa.

Entre os participantes, há um alcoólatra reabilitado, um ex-preso, um veterano que perdeu a perna na guerra do Iraque, um «cínico» e um aspirante a pastor episcopal. Apesar de suas diferentes procedências e credos, todos os participantes disseram que compartilham a esperança de que esta experiência encaminhasse suas vidas.

«O assunto não é criar armadilhas a pessoas infelizes. Estamos interessados em explorar como pessoas como nós podem viver uma vida boa e o que uma tradição monástica de 1.500 anos pode ensinar às pessoas de hoje», disse a produtora.

Talvez a parte mais surpreendente de «The Monastery» é que os monges e monjas tenham permitido às equipes de televisão ingerir-se em sua rotina pacífica com o movimento das câmeras e hospedar durante este tempo estranhos imprevisíveis, e que poderão ser não sinceros.

Mas o abade Philip Lawrence disse que os produtores de TLC o convenceram de que pretendiam fazer um documentário maduro que possa iluminar as virtudes da fé, os mosteiros e a Igreja Católica.

Os seguintes capítulos se emitirão nos dias 29 e 30 de outubro, «Pastor na multidão»; 5 e 6 de novembro, «Ir muito longe»; 12 e 13 de novembro, «Dia de deserto»; 19 e 20 de novembro, «Exorcizar os demônios».