"Eu via no padre uma pessoa feliz, realizada, fazendo o bem às pessoas"

Entrevista com Pe. Fábio de Melo

Brasília, (Zenit.org) Thácio Siqueira | 1290 visitas

Grande pregador e cantor brasileiro, Fábio José de Melo Silva, mais conhecido como padre Fábio de Melo, SCJ, concedeu uma entrevista à ZENIT.

Pe. Fábio de Melo, nasceu em Formiga, MG, no ano de 1971. É sacerdote, escritor, professor universitário e apresentador brasileiro, além de evangelizar por meio da música.

Ao todo já vendeu mais de 2 milhões de cópias dos seus CDs e 500 mil livros. Desde o 2008 Pe. Fábio de Melo lançou o seu primeiro CD pela “Som Livre”, que o começou a tornar nacionalmente conhecido.

Para maiores informações e contato: gerencia@talentosproducoes.com

Publicamos a seguir a entrevista na íntegra:

***

ZENIT: O senhor poderia dizer-nos como e quando foi que lhe surgiu o desejo de ser sacerdote?
Pe. Fábio: Cresci num contexto religioso. A figura do padre sempre foi positiva na minha vida. Eu via no padre uma pessoa feliz, realizada, fazendo o bem às pessoas. Em 1987 fui conhecer o seminário de Lavras decidi continuar.

ZENIT: Quando foi que sentiu esse chamado para evangelizar pela música?

Pe. Fábio: A música sempre fez parte da minha vida. Quando criança, meu pai, que era violeiro, percebeu minha vocação para a arte e começou a me incentivar, onde já no seminário aos 16 anos me coloquei a serviço da evangelização através da música. A música é um instrumental fantástico para o trabalho de evangelização. Foi uma forma de conciliar o meu ser padre com a minha musicalidade.

ZENIT: De onde o senhor se inspirou para chegar ao estilo de pregação que tem hoje, tão acessível aos católicos brasileiros?

Pe. Fábio: Na vida humana. No cotidiano encontro matéria para a evangelização. Quero enxergar a beleza nos pequenos acontecimentos da vida e fazer dela minha inspiração.

ZENIT: Qual é a sua formação teológica? E qual foi a sua formação prévia à vida sacerdotal?
Pe.Fábio: Graduado em Filosofia e Teologia, antes da minha ordenação. Pós-graduado em Educação e em Teologia Sistemática e Mestre em Teologia Sistemática com os Jesuítas .

ZENIT: Você é feliz sendo sacerdote católico?

Pe. Fábio: Muito feliz e realizado.

ZENIT: Como é evangelizar no mundo artístico?

Pe. Fábio: Todos nós temos sede da palavra que alivia a existência humana. Dentro ou fora do meio artístico, a mensagem que Jesus deixa é a mesma e o acolhimento depende do coração. Não tem diferença.

ZENIT: Qual é o papel do sacramento da confissão e da eucaristia na sua vida sacerdotal?

Pe. Fábio: Eles tem o poder de restabelecer o vínculo com Deus. Os sacramentos são pontes que nos levam a Deus.

ZENIT: Existe alguma coletânea de vídeos seus? Quais são os principais livros, vídeos ou músicas que o senhor aconselha para quem queira conhecer o seu trabalho evangelizador?

Pe. Fábio: Não existe uma coletânea de vídeos. Indico o livro -  “Quem me roubou de mim” . Estamos lançando um novo CD intitulado - “Estou aqui”. É um trabalho bem oracional e diz muito de mim.

ZENIT: O senhor tem um programa na Canção Nova. Qual é o horário?

Pe. Fábio: Apresento, na Rede Canção Nova de Televisão, o programa Direção Espiritual, que vai ao ar nas noites de quinta-feira às 22 horas.