EUA: os bispos incentivam a reforma da imigração

De acordo com a Conferência dos Bispos dos Estados Unidos é a "melhor oportunidade dos últimos anos"

Roma, (Zenit.org) Kathleen Naab | 432 visitas

A Igreja nos EUA está pronta para utilizar os seus recursos para promover mudanças na política da imigração. O responsável pelas políticas migratórias da Conferência Episcopal, Kevin Appleby, entrevistado nos últimos dias pela Rádio Vaticano, disse que os bispos têm a "melhor oportunidade dos últimos anos para obter um resultado muito positivo e, assim, ajudar milhões de pessoas."

O expoente da conferência dos bispos norte-americanos explicou o conteúdo da campanha, que começará a partir de meados de outubro, quando a Câmara dos Deputados votará o projeto de reforma sobre a imigração, que já passou pelo Senado em Junho.

Appleby disse que há talvez 50-60 parlamentares que poderiam estar prontos para apoiar a reforma, se um esforço fundamental der a eles a confiança para votarem nesse projeto de lei.

Ambos, sejam os bispos que os leigos foram encorajados a contatar os parlamentares, enquanto são previstas manifestações - algumas já estão ocorrendo – nos principais colégios eleitorais.

É a "melhor oportunidade desta geração" para um projeto de lei que a Igreja pode apoiar, disse Appleby à Rádio Vaticano. "Acreditamos que a Igreja e os bispos podem fazer a diferença no avanço do debate, mas se não o fizermos neste ano, as chances de que o Congresso volte a analisar esta questão a curto prazo não são muito altas."

Appleby reconheceu que nem todos os católicos concordam com os bispos sobre este tema.

"Estamos em uma posição que nos dá alguma influência não apenas sobre os parlamentares, mas também sobre os fiéis, aqueles que votam", disse. "Se fizermos a coisa certa, se utilizarmos todos os nossos meios, poderemos com certeza virar a agulha da balança e fazer a diferença”

Trad.TS