Ex-luterano, agora beneditino, é ordenado sacerdote no Monte Sião

O pe. Nikodemus recebeu a ordem sagrada no último domingo, 15 de setembro, das mãos de dom William Shomali

Roma, (Zenit.org) | 729 visitas

Quando jovem, o pe. Nikodemus estava longe de imaginar que seria ordenado sacerdote da Abadia da Dormição. De origem alemã, ele nasceu numa família luterana. Aos 13 anos, junto com a mãe, converteu-se à Igreja Católica. O convite do Senhor a uma vocação monacal na Terra Santa ecoou desde aqueles tempos e o agora pe. Nikodemus entrou na abadia alemã do Monte Sião.

Acompanhado pela mãe, por muitos amigos alemães e por muitos religiosos da Terra Santa, Nikodemus recebeu a imposição das mãos e a unção com o santo crisma das mãos do bispo dom Shomali. Ele tinha feito a profissão solene em 2004 e fora ordenado diácono em 2009.

Na homilia, dom Shomali pediu do jovem padre muita atenção à tarefa que estava prestes a receber. É uma tarefa dupla: "santificar o povo cristão" e fazê-lo "em conformidade com o mistério da cruz do Senhor".

O pe. Nikodemus celebrou a primeira missa e assistiu ao concerto de canto gregoriano oferecido pelo Consortium Vocale Oslo na igreja de Santa Ana, em 16 setembro. Os oito coristas, sob a direção de Alexander Schweitzer, já tinham cantado para o pe. Nikodemus na sua ordenação e primeira missa.

O novo sacerdote permanece no mosteiro da Dormição, onde uma das suas missões é concluir o doutorado em teologia.

Pierre Loup de Raucourt

(Fonte: Patriarcado Latino de Jerusalém, 18/09/2013/ Tradução: ZENIT)