Exército americano entrega única faculdade de teologia cristã iraquiana

O Babel College havia se convertido em base militar

| 759 visitas

BAGDÁ, segunda-feira, 17 de novembro de 2008 (ZENIT.org).- O exército dos Estados Unidos devolveu à Igreja Católica, em 6 de novembro passado, a sede do Babel College, a única faculdade de teologia cristã existente no Iraque, que havia sido ocupada pelos americanos em março de 2007. 

Por isso, todas as atividades que se organizavam na sede universitária, afiliada à Universidade Urbaniana de Roma, ao Seminário Maior Caldeu de São Pedro e ao Instituto de Ciências Religiosas para a Preparação de Catequistas, foram transferidas à cidade de Ankawa, no norte do Iraque.

Segundo o órgão informativo dos católicos iraquianos, Baghdadhope, a faculdade se encontra no complexo universitário de Dora (Bagdá), junto ao seminário e a vários conventos e igrejas pertencentes a diversas confissões. 

Este centro acadêmico e de oração havia se convertido em «um avançado campo de combate do quarto esquadrão da 1ª Divisão de Infantaria dos Estados Unidos», que tinha por tarefa «pacificar a área».

Um mês e meio depois da ocupação americana, chegaram as primeiras notícias de que o exército americano ocuparia a sede universitária, o que suscitou queixas da Igreja Católica exigindo uma restituição imediata.

Agora, um ano e meio depois, a ocupação terminou e o exército americano se comprometeu a reparar os danos causados.

Balanço do reitor 

Dom Jacques Isaac, reitor do Babel College, assegura em declarações publicadas por Baghdadhope que, ainda que o edifício tenha sofrido numerosas perdas, nem a capela, nem a biblioteca foram afetadas. A primeira por ser considerada um lugar de culto e a segunda porque durante o tempo da ocupação permaneceu fechada. 

O prelado manifestou que a Igreja Caldéia está satisfeita com o acordo, ainda que para saber como terminará a situação «é preciso esperar que os trabalhos se concluam». 

«Demos ao exército norte-americano uma lista detalhada de tudo o que havia nos edifícios antes que se convertessem em uma base operativa. Em cada caso, haverá que esperar meses para que tudo regresse a seu posto», assegura. 

Dom Jacques Isaac reconhece que nunca se poderá dizer com segurança se a transformação do Babel College em uma base operativa americana foi boa ou ruim, mas constata que justificou em alguns o «ódio anti-cristão, apoiado na convicção de que entre a Igreja e os americanos há um acordo». 

Considera que tampouco é possível «saber se a presença americana salvou o complexo de furtos e vandalismos» por parte dos iraquianos. 

Agora, após a ocupação americana, o prelado considera que o governo iraquiano terá de garantir a segurança do centro universitário se quiser mostrar a «vontade do governo de respeitar as minorias».