«Família Humana: Comunidade de Paz» - tema para Jornada Mundial da Paz 2008

Por decisão de Bento XVI

| 1176 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 19 de junho de 2007 (ZENIT.org).- «Família humana: comunidade de paz» é o tema escolhido por Bento XVI para a 41ª Jornada Mundial da Paz, que se celebrará em 1º de janeiro de 2008.



«Será a terceira mensagem da paz que o Papa Bento XVI oferecerá à atenção da Igreja e de todas as pessoas de boa vontade», sublinhou o cardeal Renato Martino, presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz, nesta terça-feira, apresentando a escolha do Papa aos meios de comunicação, entre os quais se encontrava Zenit.

Tal tema «desenvolve de maneira coerente -- acrescentou -- a reflexão proposta por Bento nas Mensagens para a celebração da Jornada Mundial da Paz de 2006, ‘Na verdade, a paz’, e de 2007, ‘A pessoa humana, coração da paz’».

«Reconhecer a unidade da família humana é providencial no presente momento histórico, marcado pela crise das organizações internacionais e pela presença de graves inquietudes na comunidade internacional», admitiu o purpurado.

Por isso, «todo homem, todo povo, está chamado a viver e a sentir-se parte da família humana concebida por Deus como comunidade de paz!», assinalou.

«É verdadeiramente belo este tema escolhido pelo Papa», sublinhou o cardeal Martino, explicando como se chega a tal decisão: «Nosso [Pontifício] Conselho, para o mês de abril, convoca os representantes de todos os dicastérios da Cúria Romana para reunir sugestões sobre temas que se apresentarão ao Papa para a Jornada Mundial da Paz e, portanto, da mensagem que o Papa publicará.»

«Ao final desta reunião, há centenas de temas que se propõem -- confirmou. E posteriormente, o Pontifício Conselho Justiça e Paz escolhe três deles e os apresenta ao Santo Padre», que «opta segundo seu desejo».

O tema da Jornada Mundial da Paz 2008 «é uma continuação de seu pensamento, de seu ensinamento, inscreve-se na pastoral de Bento XVI, e portanto teremos outra belíssima mensagem -- não duvido -- logo, esperamos que para meados de novembro», adiantou o cardeal Martino.

«A certeza de que a percepção de um destino comum e a experiência da comunhão são fatores essenciais para a realização do bem comum e para a paz da humanidade» é a base do tema escolhido pelo Papa: «Família humana: comunidade de paz», explica um comunicado da Sala de Informação da Santa Sé.

O tema tem raízes no Concílio Vaticano II; sua declaração «Nostra aetate» sublinha que «todos os povos formam uma comunidade, têm uma mesma origem, já que Deus fez todo o gênero humano habitar sobre a face da terra» (N. 1, 2).

Também o Concílio, na constituição pastoral «Gaudium et spes», afirma que «todo grupo social deve levar em conta as necessidades e as legítimas aspirações dos demais grupos; mais ainda, deve levar muito em conta o bem comum de toda a família humana» (N. 26).

«Se a dignidade da pessoa humana, criada à imagem e semelhança de Deus, está revelada ao homem já no Antigo Testamento, a unidade do gênero humano se conta entre as verdades mais originais do Cristianismo», recolhe o comunicado da Santa Sé.