Fátima: novo reitor quer continuidade dos projetos

Já no horizonte o Centenário das Aparições, em 2017

| 1073 visitas

FÁTIMA, sexta-feira, 6 de maio de 2011 (ZENIT.org) - O novo reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, afirmou que assume o cargo com a missão de dar continuidade aos projetos em curso, tendo já como horizonte o Centenário das Aparições, em 2017.

O anúncio da nomeação do sacerdote para reitor do Santuário foi realizado nessa quinta-feira, no final da 177ª Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa, realizada no Santuário de Fátima.

Em declarações à Sala de Imprensa do Santuário de Fátima, realizadas via internet a partir de Roma, onde participa no Congresso Internacional de Liturgia, por ocasião dos 50 anos do Pontifício Instituto Litúrgico, o reitor nomeado falou do desafio que lhe é confiado.

“Recebi esta nomeação com um misto de apreensão, pela grande responsabilidade que ela significa, e de confiança em Deus, que não deixará de me ajudar e guiar, e naqueles que comigo colaborarão na vida do Santuário.” 

“Esta não é uma tarefa que se possa desenvolver isoladamente, mas em equipa, e é em equipa que pretendo desempenhar a função que a Igreja agora me confia”, afirma.

Nestas suas primeiras palavras após a nomeação, o sacerdote confia o seu trabalho a Nossa Senhora de Fátima: “O desafio é enorme, mas acredito que quem conta com a protecção materna de Nossa Senhora do Rosário de Fátima e com a intercessão dos Beatos Francisco e Jacinta Marto, não tem motivos para recear”.

Com tomada de posse marcada para 11 de Junho, na Igreja da Santíssima Trindade, o padre Carlos Cabecinhas, envia uma primeira saudação aos peregrinos deste Santuário.

“A Mensagem de Fátima, que Nossa Senhora aqui revelou aos três Videntes, centra-nos no essencial da fé cristã. Aos muitos peregrinos de Fátima desejo dizer que continuarão a poder encontrar em Fátima o lugar de oração e de forte experiência de Deus, capaz de dar sentido novo às suas vidas, de as transfigurar. Aí reside o essencial, pois só do encontro com Deus nascem vidas renovadas em todas as suas dimensões.”

Em termos concretos, o reitor nomeado pensa desenvolver o seu trabalho numa linha de continuidade, centrada na realização dos vários projetos já em andamento e nas várias iniciativas que têm como horizonte de ação o Centenário das Aparições (2017).

“A continuidade dos projetos em curso é o meu horizonte imediato de ação. Penso de modo muito especial nos projetos ligados ao Centenário das Aparições, que tiveram no Sr. D. Virgílio Antunes [ex-reitor, agora nomeado bispo de Coimbra] o grande impulsionador.”

“Tive a feliz oportunidade e a graça de ter acompanhado desde o início esses projetos e o itinerário que constitui o plano pastoral do Santuário para os próximos sete anos, até 2017, e só posso manifestar o meu desejo de contribuir para a sua efetiva concretização”, sublinha.

(Com Santuário de Fátima)