Ferido o secretário particular do Arcebispo de Florença

Papa Bento XVI envia mensagem de solidariedade a Monsenhor Betori

| 1306 visitas

FLORENÇA, domingo, 6 de novembro 2011(zenit.org) - A agressão ocorreu na noite do dia 4, quando o arcebispo Monsenhor Betori e seu secretário, padre Brogi, desciam do carro que tinha acabado de deixá-los no pátio da arquidiocese.

Um homem desconhecido, idoso, mais ou menos 70 anos, se aproximou do secretário, perguntando se seria possível falar com o arcebispo, que teria rapidamente respondido- "...falemos, e ele não sabia o que responder, não disse nada". O homem, aparentemente confuso, atirou no secretário e ameaçou verbalmente o Arcebispo.

Socorrido por Dom Betori, o sacerdote foi levado para o hospital Santa Maria Nuova, em Florença: "A bala passou próximo ao fígado, ao rim e muito perto da aorta: se a tivesse atingido morreria imediatamente", disseram os enfermeiros de Santa Maria Nuova descrevendo as condições de padre Paolo Brogi. O sacerdote chegou ao hospital consciente e hemodinamicamente estável".

"É um episódio desagradável mas estou sereno -declarou Dom Betori-. Faz parte da missão de um bispo encontrar as pessoas e dentre estas está também quem não tem boas intenções, mas com todos, inclusive este, tenho os mesmos sentimentos de misericórdia e de afeto. Minha única preocupação é por padre Paolo. Me tranquiliza as notícias que chegam do hospital porque são reconfortantes. Rezo por ele como tantos fazem por mim".

Depois da agressão o arcebispo de Florença recebeu a visita do prefeito, Matteo Renzi, e do presidente da Região Toscana, Enrico Rossi.

O arcebispo foi ao hospital pela manhã de ontem e disse que padre Borgi se sentia bem e com uma grande serenidade "que vem da certeza da fé" e agradeceu ao Santo Padre Bento XVI "que se fez presente através de seu secretário Monsenhor Ganswein, transmitindo sua presença, oração e preocupação pela saúde do meu secretário".