Fiéis do Rio de Janeiro ajudam vítimas das chuvas

50 toneladas de mantimentos recolhidos até agora

| 1065 visitas

RIO DE JANEIRO, segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 (ZENIT.org) – Os católicos da arquidiocese do Rio de Janeiro responderam ao chamado da Igreja à solidariedade com as vítimas das chuvas na região serrana do Estado, que já deixaram cerca de 650 mortos.

Segundo informa a arquidiocese do Rio, nestes dias em que se celebra a Trezena de oração em honra ao Padroeiro local, São Sebastião, várias comunidades estão recolhendo mantimentos para serem enviados especialmente às cidades de Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis.

O arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, adotou para a Trezena o slogan "São Sebastião nos convoca à solidariedade".

Um caminhão de recolha de doações acompanha a "Carreata da Fraternidade", que percorre a cidade do Rio com a imagem missionária do santo padroeiro.

Outra iniciativa do arcebispo foi enviar 15 seminaristas para Nova Friburgo. Eles atuarão como voluntários no atendimento à população atingida.

De acordo com o pároco da catedral de São Sebastião, monsenhor Aroldo Ribeiro, onde funciona a sede da Cáritas do Rio, foram entregues nesse sábado 10 toneladas de mantimentos.

Estima-se que a quantidade de doações recebidas e enviadas já no início desta semana ultrapasse as 50 toneladas. 

Monsenhor Aroldo Ribeiro informou ainda que, entre as doações, água, leite e materiais de higiene estão em maior quantidade.

Além dos caminhões que saem da catedral diretamente pela Cáritas, muitas paróquias estão encaminhando suas doações.

O empenho das paróquias é uma resposta ao apelo feito por Dom Orani Tempesta para que toda a comunidade católica viva a solidariedade e a fraternidade com a população da região serrana.

Outras arquidioceses brasileiras, com São Paulo e Recife, iniciaram campanhas específicas de ajuda às vítimas das chuvas. “Este momento pede a nossa solidariedade”, escreveu em uma mensagem o arcebispo de São Paulo, cardeal Odilo Scherer.

No âmbito nacional, o organismo que coordena a assistência da Igreja Católica é a Cáritas Brasileira: http://www.caritas.org.br.

Nesse domingo, após rezar o Angelus com os peregrinos na praça de São Pedro, Bento XVI assegurou sua proximidade às populações flageladas pelas inundações particularmente no Brasil, mas também na Austrália, Filipinas e Sri Lanka.

“Que o Senhor acolha as almas dos defuntos, dê forças aos desalojados e apoie o compromisso dos que estão se entregando para aliviar sofrimentos e dificuldades”, disse o Papa.