Focolares em luto

Falece Oreste Basso, um dos mais estreitos colaboradores de Chiara Lubich

Roma, (Zenit.org) | 576 visitas

Oreste Basso, um dos colaboradores mais próximos de Chiara Lubich desde a década de 1950, morreu aos 91 anos na madrugada de sábado para domingo, 14 de abril.

Em sua longa vida, ele ocupou cargos de grande responsabilidade no governo do movimento dos Focolares, tornando-se testemunha eloquente do carisma da unidade.

Ordenado sacerdote em 1981, considerava o ministério como um serviço e como um chamado a um amor maior. Foi eleito co-presidente do movimento em 1996, exercendo um papel crucial no momento histórico da morte da fundadora (14 de março de 2008) e durante a sucessiva assembleia geral (julho de 2008), que elegeria a sucessora de Chiara Lubich.

Oreste Bassoera nasceu em Florença em 1º de janeiro de 1922 e conheceu os Focolares em 1949 em Milão, onde trabalhava como engenheiro. Nos anos difíceis do pós-guerra, a vida e a espiritualidade do movimento, centrado no Evangelho, foram vistas por ele como uma força que, junto com outras, devolveria ao mundo o progresso, a paz e a esperança.

Em 1951, com outros amigos, ele constituiu a primeira “lareira masculina” de Milão. No final dos anos 50, Chiara Lubich o chamou para o centro do movimento, nos Castelos Romanos, onde ele desempenhou suas funções em espírito de serviço, levando todos os que o conheciam a experimentar um grande senso de família.

De todo o mundo, chegam mensagens de profunda gratidão pelo trabalho incansável de Oreste Basso a serviço da Igreja e pela sua vida evangélica tão límpida.

O funeral foi realizado na tarde de ontem, no Centro Internacional do Movimento dos Focolares em Rocca di Papa, perto de Roma.