Fome e pobreza são temas de Assembleia Nacional da Rede Cáritas

De 17 a 20 de outubro no Centro Cultural de Brasília (CCB)

Brasília, (Zenit.org) Redacao | 318 visitas

Prevista para ser lançada em dezembro deste ano, a Rede Cáritas Internacional prepara uma campanha mundial contra a fome a pobreza. É com vistas a esta grande mobilização que a Cáritas Brasileira debaterá, durante a sua XIX Assembleia Nacional, temáticas relacionadas às realidades da fome e da pobreza no Brasil e no mundo. O evento, que ocorrerá em Brasília (DF), de 17 a 20 de outubro, reunirá cerca de 250 agentes e voluntários da Rede Cáritas Brasileira de todo o país.

Discutirão as temáticas junto com a Rede Cáritas, entre outros participantes, Alan Bojanic Helbingen, representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) no Brasil, Maria Emília Lisboa Pacheco, presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pastora Romi Márcia Bencke, secretária geral do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC). Também estarão presentes representantes do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil é a sexta economia mais rica do mundo, mas 57 milhões de pessoas ainda vivem em estado de pobreza, ou seja, sobrevivem com meio salário mínimo. Mesmo com programas de distribuição de renda promovidos pelo Governo Federal, 20% dos mais ricos ainda detém 63,8% da renda nacional, enquanto os 20% mais pobres acessam apenas 2,5% de toda a riqueza que é produzida pelo país. 

Os principais temas debatidos durante os quatro dias do evento serão: pobreza e desenvolvimento no Brasil; o olhar da Igreja sobre a realidade que gera pobreza e miséria; e práticas que visam a superação da pobreza. Além disso, depoimentos mostrarão a realidade das mulheres, de crianças, adolescentes e jovens, dos povos tradicionais, da população de rua e das periferias e da realidade da pobreza no Haiti. 

A assembleia também será um momento de avaliar as ações e as prioridades institucionais da entidade dos dois primeiros anos do quadriênio 2012-2015, discutirá o lançamento da campanha mundial no Brasil, e enviará duas pessoas em missão ao Haiti. Além disso, também haverá uma cerimônia de entrega do IV Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, que ocorrerá na noite do dia 18 de outubro.

(Red.Caritas/ Red.T.S.)