Franciscanos abrem uma missão em Myanma (Birmânia)

| 550 visitas

ROMA, segunda-feira, 4 de julho de 2005 (ZENIT.org).- A Ordem dos Frades Menores anunciou a abertura de uma missão franciscana em Myanma (Birmânia).



A fraternidade que abrirá a nova fundação reuniu-se em 8 de junho em Bancoc (Tailândia) para iniciar sua preparação e para ter seus primeiros contatos mais diretos com a nova realidade, revela o serviço informativo da Cúria geral franciscana.

Fr. Jimmy Yakit, das Filipinas, Fr. Pierre e Fr. Jean-Fraçois, do Vietnã, são os três integrantes do primeiro grupo que iniciará o novo projeto missionário. Está previsto que depois se somem outros irmãos provenientes de Filipinas, Índia e Indonésia.

A nova fraternidade foi recebida em Lamsai por Fr. Ambrogio Van Si, definidor geral para Ásia, e Fr. Vincenzo Brocanelli, moderador geral para as missões. No encontro, estiveram também presentes os freis que trabalham na Tailândia.

Em 9 de junho, durante a solene celebração, Fr. Ambrogio leu o decreto com o qual a Ordem dos Frades Menores constituiu a Fundação em Myanma e a nomeação de Fr. Jimmy Yakit como presidente.

Na celebração, também participaram Fr. Joseph Há, Fr. Carlo Queruli do «China Office», e um grupo de religiosas, «Irmãs da Caridade», que colaboram com os freis.

«Neste período em Bancoc, os novos missionários se preparam para a tarefa que lhes foi confiada através da oração, do aprofundamento do espírito missionária franciscano e do conhecimento recíproco, tendo em conta que provêm de culturas e contextos diferentes», informa a Ordem.

«A presença franciscana em Myanma prevê a ajuda dos Irmãos à Igreja local (animação espiritual do clero e dos religiosos e a animação pastoral), e o início da formação franciscana para implantar a Ordem naquela região», acrescenta.

O presidente da recente fundação, Fr. Jimmy, chegou até Yangon, capital de Myanma, para ver a casa já adquirida na periferia da cidade. Também foi saudar o arcebispo e se encontrou com as Irmãs Missionárias de Maria, que contribuíram de diferentes maneiras ao início da nova missão dos Irmãos Menores.

Com uma população aproximada de 48 milhões de habitantes, em Myanma mais de 72% são budistas; animistas, 12,6%, os cristãos superam 8% e os muçulmanos representam 2,4%.

Segundo dados de novembro passado da Congregação para a Evangelização dos Povos, os católicos birmaneses são 602.000 distribuídos em doze dioceses. Há 17 bispos, mais de quinhentos sacerdotes diocesanos, uns vinte sacerdotes religiosos, cerca de cem religiosos não sacerdotes e quase 1.400 religiosas. O número de missionários leigos se aproxima ao meio milhão e o país conta com quase 3.400 catequistas e 334 seminaristas maiores.