Francisco aos jogadores de rugby: Avança-se juntos rumo à meta"

O santo padre encontra as nações da Argentina e Itália. Faz uma metáfora sobre a vida e o rugby

Roma, (Zenit.org) Redacao | 553 visitas

O Santo Padre recebeu nesta manhã os dirigentes e jogadores dos times nacionais de rugby da Argentina e Itália, que neste sábado se enfrentam no estádio Olímpico de Roma. Durante o seu discurso, Francisco comparou este esporte com a vida real, já que em ambos é preciso “corre em direção à meta” procurando um equilíbrio entre “o grupo e o indivíduo”.

O papa disse que "o rugby é um esporte muito simpático, e digo isso porque o vejo assim: porque é um esporte duro, tem muita disputa física, mas não existe violência, há grande lealdade, grande respeito. Jogar rugby cansa, não é um passeio! E eu penso que isso é muito útil também para forjar o caráter, a força de vontade”. 

Outro aspecto sobre este esporte que o santo padre quis destacar é “o equilíbrio entre grupo e indivíduo”, explicando que “dois grupos compactos, que empurram juntos um contra o outro e se equilibram. E depois estão as ações individuais, as corridas rápidas em direção à meta”.

Sobre a palavra meta o pontífice indicou que é importante e nos faz pensar na vida, porque “toda nossa vida tende a uma meta; e esta busca, busca da meta, é cansativa, é necessário lutar, está o compromisso, mas o  importante é não correr sozinhos!” Para chegar –disse – é necessário correr juntos, e a bola se passa de mão em mão, e se corre juntos, para chegar na meta”.

Não é uma interpretação muito técnica, reconheceu Francisco, “é o modo em que um bispo vê o rugby! E como bispo convido-lhes a colocar em prática tudo isto também fora do campo, coloca-lo em prática na vida de vocês”.

Ao concluir as suas palavras, os capitães de ambos os times entregaram ao papa um ramo de oliveira que será plantado simbolicamente no campo onde jogarão amanhã. Lembrando a oliveira que há anos, o então cardeal Bergoglio, plantou em Buenos Aires na Praça de Maio.

Red.Trad.TS