Francisco, na audiência de hoje: Para ser apóstolos, temos que rezar e anunciar o Evangelho

Praça de São Pedro: o papa saúda os fiéis e recorda o beato João Paulo II

Roma, (Zenit.org) Rocio Lancho García | 500 visitas

Eram 9h50 desta manhã, no horário de Roma, quando o santo padre fez a sua entrada na abarrotada Praça de São Pedro, despertando o entusiasmo dos fiéis ali reunidos. O sol permitiu que o papa cumprimentasse as pessoas com mais tranquilidade. Em certo momento, ele pediu para parar o papamóvel diante de um grupo de peregrinos de um corpo de vigilância uniformizado e colocou-se o capacete de um deles, provocando os aplausos de todos. Francisco abençoou sem pressa as crianças que os pais lhe aproximavam e saudou com seu sorriso já característico os peregrinos vindos dos cinco continentes.

A catequese de hoje se concentrou no significado da Igreja apostólica. Francisco observou que, quando se vem a Roma, talvez se pense mais na importância dos apóstolos. Mas a Igreja apostólica é maior do que isto: "significa destacar a união constitutiva que a Igreja tem com os doze homens que Jesus chamou um dia pelo nome".

O papa falou sobre os apóstolos e sobre a missão atual dos seus sucessores, os bispos,  dobrando a folha em que trazia o seu discurso escrito e passando a falar de forma improvisada. Francisco faz o mesmo em várias ocasiões ao longo da catequese, aprofundando em cada ideia com pormenores, palavras e exemplos acrescentados espontaneamente ao discurso inicial.

Em português o santo padre pronunciou essas palavras ao final da audiência:

Queridos irmãos e irmãs,

Quando rezamos o Credo, professamos que a Igreja é apostólica. Podemos entender a apostolicidade da Igreja em três sentidos: Em primeiro lugar, a Igreja é apostólica porque está fundada sobre a pregação dos Apóstolos, que conviveram com Cristo e foram testemunhas da sua morte e ressurreição. Em segundo lugar, a Igreja é apostólica, porque Ela guarda e transmite, com ajuda do Espírito Santo, os ensinamentos recebidos dos Apóstolos, dando-nos a certeza de que aquilo em que acreditamos é realmente o que Cristo nos comunicou. Enfim, a Igreja é apostólica porque é enviada a levar o Evangelho a todo o mundo. De fato, a palavra apóstolo significa “enviado”. Esta é uma bela responsabilidade que somos chamados a redescobrir: a Igreja é missionária e não pode ficar fechada em si mesma.