Francisco na audiência: Não a todo tipo de drogas! Digam isso aos jovens!

Na catequese desta quarta-feira, o papa fala do dom do conselho, tesouro para toda a comunidade cristã

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) Rocio Lancho García | 513 visitas

O Santo Padre passou toda a manhã desta quarta-feira, como já é habitual, rodeado de fiéis e peregrinos vindos de todas as partes do mundo, reunidos numa grande multidão na Praça de São Pedro para a audiência geral.

Enquanto uma banda de música animava a passagem do papamóvel, Francisco percorria os corredores da praça abençoando e saudando as pessoas. Bandeiras, cartazes, balões e faixas coloriam a multidão que demonstrava a emoção de ver o pontífice. Enquanto os mais próximos dos cordões de segurança se espichavam para dar a mão ao papa, as crianças eram levadas até o papamóvel para receber a bênção e o carinho de Francisco. Junto com as crianças, os gendarmes levantaram um senhor idoso, para que o papa pudesse lhe dar um beijo e um abraço. O gesto provocou a emoção e as lágrimas do ancião e do público.

Nas saudações finais aos peregrinos italianos, Francisco se voltou aos familiares dos jovens de San Patrignano, uma comunidade de recuperação de dependentes de drogas, "aos quais me uno em dizer não a qualquer tipo de droga. E é bom dizer isso a todos: simplesmente não a todo tipo de droga!".

Na catequese desta quarta-feira, o papa retomou os dons do Espírito Santo. Na audiência do dia 9 de abril, ele falou da sabedoria; na quarta-feira passada, dia 30, explicou o dom do entendimento. Hoje Francisco expôs o dom do conselho.

No resumo final, o papa disse:

"Hoje consideramos o dom do conselho. Este é o dom com que o Espírito Santo nos ajuda a tomar decisões em nossa vida concreta, seguindo a lógica de Jesus e do seu evangelho. Ele ilumina o nosso coração e nos torna mais sensíveis à voz do Espírito Santo, para que, em nossos pensamentos, sentimentos e intenções, não nos deixemos levar pelo egoísmo ou pelo nosso modo de ver as coisas, mas sim pelo que Deus quer. Ao mesmo tempo, ele nos leva a nos unirmos cada vez mais com Jesus, como o modelo do nosso agir. O que podemos fazer para ser mais dóceis a esse dom do conselho? A condição essencial é a oração. Graças à intimidade com Deus e à escuta da sua Palavra é que vai amadurecendo em nós uma sintonia com nosso Senhor, que nos leva a perguntar constantemente: o que nosso Senhor deseja? Qual é a sua vontade? Por outro lado, o dom do conselho, como os outros dons, também constitui um tesouro para toda a comunidade cristã".

Na sequência, Francisco saudou com afeto "os peregrinos dos países latino-americanos. Que a intercessão da Virgem Maria, neste mês de maio, nos ajude a viver a nossa vida cristã com mais docilidade à voz e ao amor do Espírito Santo. Muito obrigado e que Deus os abençoe".

Ao saudar os peregrinos de língua alemã, o papa dedicou algumas palavras especiais aos familiares e amigos dos novos guardas suíços que fizeram o juramento ontem. "Queridos amigos, o Espírito Santo expulsará qualquer temor. Confiemo-nos a Ele e sigamos com alegria o que Jesus nos diz no Evangelho. Deus abençoe vocês e a sua família".

Depois do resumo e das saudações em diversas línguas, Francisco confiou a Maria, de maneira especial, os "jovens, enfermos e recém-casados que hoje estão aqui presentes" e exortou a todos a "valorizar neste mês de maio a oração do santo rosário".