Francisco pediu que Bento XVI comentasse a sua entrevista com La Civiltà Cattolica

O papa emérito deu a Francisco quatro páginas de reflexões sobre os temas abordados

Roma, (Zenit.org) Rocio Lancho García | 905 visitas

O papa emérito Bento XVI revisou e comentou a entrevista que o santo padre Francisco concedeu ao padre Antonio Spadaro para a revista jesuíta "La Civiltà Cattolica", publicada em setembro de 2013. Quem revela este episódio é o prefeito da Casa Pontifícia, mons. Georg Gänswein, em entrevista ao canal alemão de televisão ZDF. Em total, os comentários do papa emérito sobre o texto da entrevista completaram quatro páginas.

"Quando o padre Spadaro entregou a primeira cópia da entrevista, o papa Francisco me pediu para levá-la ao papa Bento", explica monsenhor Gänswein. "‘Veja, a primeira página depois do índice está em branco’, ele me disse. ‘Aqui o papa Bento pode escrever todas as críticas que vierem à mente dele durante a leitura e depois você me traz de volta’". O prefeito da Casa Pontifícia levou as folhas ao papa emérito e lhe disse: "O papa Francisco enviou aqui uma página em branco e lhe pediu para escrever nela todas as suas reflexões, todos os pontos críticos, todas as sugestões. Depois eu levo as folhas de volta para Francisco".

Três dias mais tarde, conta Gänswein, "Bento XVI me entregou quatro páginas. Não foram escritas a mão, é claro, mas ditadas à irmã Brigit, em uma carta".

Monsenhor Gänswein matiza o conteúdo das anotações: "Bento XVI leu e respondeu ao pedido do seu sucessor fazendo algumas reflexões e algumas observações sobre determinadas afirmações ou questões, que ele considerava que talvez pudessem ser ainda mais desenvolvidas em outra ocasião. Naturalmente, eu não digo sobre o quê".