Francisco receberá líderes de diversas religiões para conversar sobre a paz do mundo

Encontro internacional no espírito de Assis é organizado pela Comunidade de Santo Egí­dio

Roma, (Zenit.org) Sergio Mora | 422 visitas

“A coragem da esperança: religiões e cultura em diálogo” é o título do 27º encontro internacional Homens pela Paz, no Espírito de Assis, que se reunirá em Roma a partir de 29 de setembro e contará com cerca de 400 especialistas de 60 países.

No contexto desse evento, o papa Francisco receberá no Vaticano em 30 de setembro uma comitiva composta por alguns dos maiores representantes dos cristãos, judeus, muçulmanos e hinduístas de todo o mundo.

Promovido pela Comunidade de Santo Egídio, o encontro reunirá pelo menos cinco mil participantes e durará até o dia 1º de outubro. Esta edição assume particular relevância em função da crise na Síria e no Oriente Médio.

O congresso terá uma assembleia plenária de abertura, no dia 29 de setembro, no Auditorium Conciliazione. Várias reuniões serão realizadas em diversos lugares da Cidade Eterna durante toda a segunda-feira e na manhã da terça. A cerimônia de encerramento do evento, na terça-feira, acontecerá na Praça do Campidoglio, onde será proclamado o Apelo de Roma 2013 pela Paz.

A Comunidade de Santo Egídio espera dar mais ênfase ao chamamento do papa Francisco em favor da paz, no âmbito da atual conjuntura mundial, para que as pessoas “não deixem que lhes roubem a esperança”, seja no caso do Oriente Médio, seja no das muitas outras partes do mundo que também sofrem por causa de conflitos.

Juntamente com os representantes religiosos, a iniciativa congregará expoentes da vida política e cultural mundial e terá na agenda, além do conflito na Síria e no Oriente Médio, temas como a pobreza, o fenômeno imigração versus integração, o diálogo inter-religioso, a violência contra a mulher e o martírio na realidade atual.

Um tema de debate será o do “terrorismo religioso”, problemática proposta pelo papa para entender a violência motivada pela religião, bem como as atitudes que os crentes devem adotar diante do problema.

Esta é a 26ª edição do encontro. Através das edições anteriores, partindo da histórica jornada de oração proposta pelo beato João Paulo II em 1986, a Comunidade de Santo Egídio vem difundindo o “espírito de Assis” por países da Europa e do Mediterrâneo.

“Nesta ocasião, entrelaçam-se a amizade, o diálogo humano e cultural, a oração como força do espírito. Há um grande valor no fato de estarmos juntos, mulheres e homens de religião, quando realizamos um autêntico encontro, feito de diálogo sincero, e rezamos um ao lado do outro”, afirma a comunidade em seu site.