Fraternidade Franciscana de Betânia

Onde a caridade e a oração vencem qualquer dificuldade (parte 2)

| 1017 visitas

ROMA, segunda-feira, 12 de dezembro de 2011(ZENIT.org)- Publicamos a seguir a segunda parte da entrevista feita a Frei Roberto Fusco, da Fraternidade Franciscana de Betânia.

***

Enquanto o mundo parece doente pelo utilitarismo, é verdade que a Comunidade acolhe a todos?Qualquer pessoa pode comer com vocês e ser hospede em vossos conventos?

Fr.Roberto: Na nossa fraternidade, nestes trinta anos de fundação, acolhemos milhares de pessoas a cada ano. Todos que vem nos encontrar e passam alguns dias conosco, se encontram 100% imersos na nossa vida comunitária; rezam conosco, comem e trabalham juntos... Propomos alguns critérios aos hóspedes: estar sinceramente em busca de Deus (ou do sentido da vida, ou ainda, da verdade) e de respeitar o contexto da vida consagrada onde serão acolhidos; dadas as premissas, eles podem compartilhar nossa vida de oração, trabalho e fraternidade, para entender de verdade como podem viver como irmãos e irmãs: muitas vezes, estas pessoas retornam entusiasmadas para casa, e procuram fazer a mesma coisa nas suas famílias, com os amigos e conhecidos.

Nossos hóspedes têm um ponto em comum: são pessoas sedentas de Deus e em busca de relacionamentos humanos autênticos e vividos segundo o Evangelho de Jesus. Não somos melhores do que os outros: procuramos apenas nos esforçar para colocar no centro de nossas vidas a palavra de Jesus que disse para amar-nos como Ele nos amou. Por isso, isto se torna um imã que atrai, sejam hospedes ou jovens em busca da vocação.

Como se explica o crescimento da Comunidade e a alegria que anima os membros da Fraternidade?

Fr.Roberto: Quando damos espaço para Jesus na própria vida, não podemos senão atrair. Muitas se surpreendem quando dizemos que não temos planos ou projetos vocacionais; nós não vamos às paróquias para propor nosso estilo de vida, nem fazemos publicidade. Muitos de nossos hóspedes são jovens que buscam um modo para viver a sede do Absoluto que trazem dentro, e quando chegam, geralmente encontram um ambiente que os permite de realizar este desejo. A vida comunitária é muito bela, mas também muito exigente! Mas nela encontramos um contexto seguro no qual podemos confirmar que o seguimento a Jesus é real e não uma piedosa ilusão. Nosso fundador nos diz sempre: “É melhor ter a impressão de caminhar pouco, mas juntos do que caminhar muito e sozinhos”. No momento, temos 10 comunidades espalhadas pela Itália, Suíça, Alemanha e Brasil, e somos cerca de 200 membros. Uma pequena semente de esperança, que cresce sem fazer barulho, mas que devagar cria raízes fortes na terra. É assim que cada ano tem um bom número de jovens que se unem a nós e depois de um cuidadoso discernimento, começam um caminho de formação para entrar e fazer parte da nossa comunidade. Atualmente somos cerca de 150 com promessas perpétuas, 40 com promessas temporárias, e cerca de 40 sacerdotes, 4 diáconos, 8 noviços e 7 postulantes, para este ano de 2011.

Quais são as razões que levaram você a entrar na Fraternidade?

Fr.Roberto: Quando, 21 anos atrás, conheci a Fraternidade Franciscana de Betânia me encontrava ainda diante do início de uma experiência. Era jovem, cheio de sonhos e projetos, mas quando coloquei meus pés pela primeira vez na comunidade me dei conta de que todos os meus desejos mais profundos se realizariam somente se seguisse Jesus, sem descontos ou compromissos. Foi difícil para mim, no começo, aceitar que o Senhor estivesse chamado eu mesmo: queria dizer, deixar todas as minhas seguranças e meus projetos... Mas em um determinado momento decidi dar o passo e escolher a proposta de amor que Jesus me fazia através da comunidade de Betânia: desde então, tem sido para mim uma contínua surpresa e Deus nunca me desiludiu nas minhas expectativas. Não voltarei atrás... nem mesmo por todo o ouro do mundo!

 (Tradução:MEM)