Futuro precisa de sacerdotes preparados e intrépidos

Papa recebe comunidade do Colégio Pontifício Filipino

| 1348 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011 (ZENIT.org) - A Igreja precisa de sacerdotes bem preparados - não só do ponto de vista acadêmico - para enfrentar os desafios do futuro.

Esta foi a mensagem de Bento XVI na audiência, no último sábado, no Vaticano, com a comunidade do Colégio Pontifício Filipino, por ocasião do quinquagésimo aniversário da sua fundação, por obra de João XXIII, em 7 de outubro de 1961.

Em seu discurso, o Papa se deteve nos aspectos mais importantes que devem caracterizar os anos de formação de jovens sacerdotes e os encorajou a "crescer na fé", a "lutar pela excelência em vossos estudos" e a aproveitar "cada oportunidade que vos é oferecida para alcançar a maturidade espiritual e teológica, de modo que estejais equipados, treinados e sejais corajosos para enfrentar o que vos espera no futuro".

"Como sabeis - continuou -, uma formação completa para o sacerdócio inclui não apenas o lado acadêmico: muito além do componente intelectual que vos é oferecido aqui, os estudantes do Colégio Filipino também são formados espiritualmente, através da história viva da Igreja de Roma e do brilhante exemplo dos seus mártires, cujo sacrifício os configura perfeitamente com a pessoa do próprio Jesus Cristo."

"Neste período de vossa permanência em Roma - disse o Santo Padre -, não vos esqueçais das necessidades dos membros da comunidade filipina, fazendo que exista sempre um equilíbrio saudável entre as necessidades da pastoral local e os requisitos acadêmicos da vossa estadia aqui, em benefício de todos."

Em seu discurso de saudação ao Papa, o reitor, Pe. Gregory Ramon Gaston, constatou o esforço do seu Colégio por "extrair o máximo da nossa estadia em Roma", e se referiu ao que foi escrito por Bento XVI na exortação pós-sinodal Verbum Domini:  "Cada um dos nossos dias seja plasmado pelo encontro renovado com Cristo, Verbo do Pai feito carne".

"Que o Espírito Santo - concluiu - continue nos guiando e reforçando para que sejamos ministros cada vez mais eficazes da Palavra de Deus."